sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

A janela

Estou do lado de dentro da janela. A anca encostada à parede, o rosto quase a roçar o vidro, sinto-me como um gato que se aquece ao calor do sol, que bate agora na fachada e se ajeita na rota oblíqua que vai seguir até ao crepúsculo. O vidro está morno e do lado de fora o inverno apresenta-se com cores de primavera. O canteiro que ladeia a horta, na fronteira com a estrada, anima-se com margaridas roxas e uma trepadeira, de que ignoro o nome, com flores cor de fogo. Há o amarelo dos limões e o laranja das tangerinas. Entre as grelhas do paredão que cerca a casa, avisto a pimenta-malagueta. Tem frutos em vários estádios de cor: verde, negro, vermelho. Passa de vez em quando um carro. Há pouco passou o alfa, rumo à capital. Ouço as vozes de quem lida lá fora, os cães que ladram, o trânsito na nacional. Quase ouço o roçar das nuvens brancas contra o azul do céu. Gosto do calor que passa pelo vidro. Estou imóvel como um gato ao sol, ou apenas como uma velha à janela.

17 comentários:

ana disse...

em certas civilizações, chamavam aos velhos, anciãos, eram respeitados pela sabedoria da vida vivida. nesse caso, sim, podias ser tu, a dar graças pelo sol que te aquece :)

CCF disse...

Há lá coisa melhor do que um gato ao sol:)
~CC~

Laura Ferreira disse...

há lá coisa melhor que o inverno vestido de primavera :)

Miss Smile disse...

E eu gostei de espreitar por esta janela - com palavras que me aqueceram como o sol :)

Isabel Pires disse...

Tão colorida, Luísa!

Rui Espírito Santo disse...

Dá para imaginar a sorte de ser gato ! eheh
É tão agradável estar sentado à secretária, no computador e o sol a passar o vidro da janela, até mim ! ...
Portanto, imagino bem a sensação, Luisa ! :))

Beijinho :)

Gaja Maria disse...

Os gatos é que a sabem toda Luisa. Que momento saboroso este :)

Ricardo Santos disse...

Estás melhor Luísa ?!
Li e ouvi dizer que te tinhas magoado num pé !?
Boa recuperação !

Flor de Jasmim disse...

Tão linda a forma como transmites o teu sentimento nos momentos menos bons.

Sabes que és a 3ª amiga que entrou com o pé direito lixando o esquerdo na passagem de ano, só que as outras duas partiram mesmo o pé :( e nenhuma se ajeita com as canadianas.

Boa recuperação Luísa e um bom fim de semana dentro do possível.

Beijinho

Olvido disse...

A janela para esse mundo é quente. As cores aquecem as palavras com o vidro. O gato conta histórias de inverno do lado de cá do sol... :)
Boa noite

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu e o meu Tobias também passamos muito tempo à janela. Eu escrevo, ou leio e ele inspira-me.
Bom ano, Luísa

Manel Mau-Tempo disse...

o anúncio de primavera faz-me estremecer, mas gostei muito da descrição, era como se também fosse um gato nessa janela :)

Célia Rangel disse...

Um texto recheado de verdades de quem vive e não vegeta! Belo!
Abraço.

luisa disse...

Ana,
Velhos ou novos, todos devemos dar graças põe este sol que nos aquece.

CCF,
Melhor, só sentirmo-nos como tal… :)

Laura ,
É muito bom mesmo. O sul tem destas coisas boas.

Miss Smile,
É um quentinho bom, mesmo, este da janela ao sol. :)

Isabel,
É o sol de inverno a colorir as vistas.

Rui,
E eu ontem fingi de gato. :)

GM,
Oh, se sabem!

Ricardo,
Pois é, resolvi entrar manca em 2017. Torci o tornozelo e, ignorante destas coisas ortopédicas, achei que era coisa para dois ou três dias. Engano meu. Embora hoje, uma semana depois, já esteja ligeiramente menos inchado. No entanto continuo a não poder apoiar o pé no chão. Mas com calma, isto vai.

Flor de Jasmim,
Nunca me tinha acontecido uma assim…

Olvido,
E nós, do lado de cá do sol, aproveitamos o calorzinho… :)

Carlos,
Eu não tenho gato. Fiz-me, ontem, de gato. :)

Manel MT,
É melhor te preparares. O inverno não vai durar sempre. :)

Os olhares da Gracinha! disse...

Senti a gostosura do momento!!!
bj

luisa disse...

Célia Rangel,
Faço por aproveitar o melhor da vida. :)

Gracinha,
Que bom! :)

Ana Freire disse...

Também gostei de espreitar por essa/esta janela...
Beijinhos
Ana