domingo, 31 de agosto de 2014

Passeio de domingo (210)



Num saltinho até à praia de São Rafael consegui “apanhar” três cigarras de uma vez só. Nem queria acreditar. Por norma só as oiço.




sábado, 30 de agosto de 2014

Diário de férias #5



Típica árvore de sequeiro queixa-se a sucedâneo de repórter rural de que não há meio de a varejarem e de lhe apanharem as amêndoas.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Pinta-amores (18)


Este é mais do género “instala-amores” e combina bem com o verão. 

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Diário de férias #4


Residente no Algarve confirma que o paraíso existe e que está numa poça de água, posta a descoberto pela maré vazia.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Sala de espera

A sala de espera tem cadeiras todas ligadas entre si. O velhote que está sentado na terceira cadeira à direita, a contar da minha, já está impaciente. Começa a baloiçar as pernas. O impulso das pernas do velhote faz baloiçar a fila de cadeiras e eu tenho que segurar o livro com mais força para evitar que as letras desatem aos pulos.

domingo, 24 de agosto de 2014

Passeio de domingo (209)


Pois, não. Lamento, mas hoje não há passeio. Só vistas de pátio com telheiro.






quarta-feira, 20 de agosto de 2014

domingo, 17 de agosto de 2014

Passeio de domingo (208)




O passeio de domingo foi à igreja e à farmácia, que é mesmo em frente à igreja, e aproveitou para mirar céu e paredes da aldeia.






sábado, 16 de agosto de 2014

Diário de férias #2


Indígena confirma que uma praia do Algarve, pela manhã, mesmo em pleno agosto, é do melhor que há.
[Falésia - Alfamar, às 9h30]

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

domingo, 10 de agosto de 2014

Passeio de domingo (207)


Coisa pouca. Hoje é só um mini passeio atrás de casa com cheiro a alfarroba e concerto de cigarras.









sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Etiquetas

Quando é que as marcas percebem que se colocassem etiquetas macias nas camisas, t-shirts, tops e outro vestuário, as pessoas deixavam-nas lá ficar. Mas não. Usam tecidos que arranham e ainda por cima cosidas com fio de nylon ou o que é. Não há pele que aguente. 

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Bolas



Isto é só para as bolinhas da praia não se ficarem a rir das do escritório.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Tempo

Se eu pudesse arrumava o tempo em caixinhas. Ou em gavetas. Arrumava-o bem arrumadinho, em camadas sobrepostas, com muito jeitinho, de modo a não se misturarem e a não se confundirem em cores ou texturas. Talvez as separasse com finas folhas de papel vegetal. Ficariam assim bem guardadas ao abrigo de desgastes inúteis e fáceis de recuperar em caso de necessidade. Como por estes dias. Embora longos, como são os dias de verão, sinto-me a precisar de tempo. Deveria por isso ter à mão uma cómoda qualquer com as gavetas repletas de camadas de tempo que tivesse reservado ao longo da vida. Abriria uma delas e, com todo o cuidado, retiraria a camada de tempo que se ajustasse à precisão do momento. 

domingo, 3 de agosto de 2014

Passeio de domingo (206)


Desconfio que ao fim da tarde vou fazer outro passeio. Entretanto deixo já aqui o da manhã. Em Vilamoura.