terça-feira, 19 de junho de 2012

A vida secreta dos objetos: a agulha de coser empreita

Mas o que é que se estará a passar? Porque razão é que ela me veio retirar de dentro da caneca em que tenho estado acomodada nestes últimos anos? Tenho estado ali muito sossegada sobre o rebordo da chaminé a gozar o descanso da minha reforma. É um descanso merecido. Levei anos a fio a cozer braças de empreita para formar alcolfas, capachos, esteiras, ceiras, abanos, berços de bebé… eu sei lá... Trabalhei muito mas, com a partida da avó e depois da mãe dela, acabei por me reformar. É um direito. Se bem que pelo que consigo ouvir dos noticiários que passam ali numa caixa mágica cheia de pessoas lá dentro, parece que é um direito que cada vez está mais difícil de obter.

Eu cá não quero saber. Estou reformada e pronto. Não que eu me importe de voltar a produzir qualquer coisita. Mas vejamos: tudo tem termos. Não estou para ser explorada. Já contribuí muito para a economia local e para a sociedade. Não estou disposta a deixar que se abuse da minha boa vontade.

Mas afinal… o que é isto? Depois de me remover do meu retiro, lavou-me, esfregou-me, puxou-me o brilho… Ah … então e agora encostou-me aqui à bolsinha de empreita colorida para me fotografar. Já percebi. Vai-me mostrar ao mundo. Acho bem. E mereço que se dê a conhecer o meu trabalho.

E, parecendo que não, ainda sou uma agulha de cobre de jeito… nada de se deitar fora hein?

6 comentários:

Scarlet Red disse...

A mais bela agulha de Portugal ;)

Naná disse...

Aos anos que não ouvia falar em empreita!!

Obrigada por nos mostrares esta preciosidade!

Rui Pascoal disse...

Gostava de ver do que essa agulha é capaz...
:)
Testo bonito e bem ilustrado.

Briseis disse...

Estás uma maravilha, agulhinha! Eu nem sabia que existia algo chamado "empreita", muito menos agulhas para a fazer... =)

carla disse...

Tenho a minha em grande estima, é como um tesourinho que escondo de todos, não vá o diabo tecê-las e a minha "menina" desaparecer...

Aproveito para pedir permissão de partilhar a sua foto. pode Ser?
Tenho uma pagina no face, um projecto que está a ser deliniado no ambito das tradições artesanais do algarve. a Empreita é uma das que está mais em evidência, e pretendo com este projecto trazer do passado esta arte, que já muitos esqueceram. Gostaria de publicar esta foto lá, deixando-lhe o merecidos creditos como é obvio.
facebook/galeria do artesão.
Obrigada

luisa disse...

Olá Carla!
Já fui à Galeria do Artesão no FB e vou seguir o projeto.
Obrigada pela partilha.