sábado, 19 de novembro de 2016

Sábado

Ao fim deste sábado, o que resta entranhado em mim e pela casa é um cheiro doce. Sinto um toque de anis, um sopro de canela e açúcar trigueiro a fundir-se na fruta. Ao fim deste sábado, sobra um doce de abóbora a arrefecer na panela e frascos alinhados à sua espera. Sobra também uma moleza nas pernas e uma vontade irresistível de aceitar quanto antes o convite de um livro que, ali, pousado na mesa de cabeceira, está insistentemente a chamar-me para a cama.

13 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Por aqui também mas não por fazer doce mas por "galgar" caminhos e trouxe olhares para seu outro blog!
Boa noite e bj

AC disse...

Também as tarefas agradáveis, por mais doces, imploram por descanso...
Um belo texto, Luísa!

Gaja Maria disse...

Sábados são dias de descompressão e descanso se possível com cheirinho doce e agradável :) Bom descanso Luisa

Rui Espírito Santo disse...

Vá lá Luisa ! Estás justificada e mereces um descanso mais cedo ! :(
Olha que eu não tardarei muito mais e estou "cansadíssimo" de não ter feito compota nenhuma, nem muito mais que isso ! rsrs

Sou franco que adoro uma compotinha de abóbora, mas como vai para frasquinhos estará sempre a tempo de provar!
E imagino esses cheirinhos de que nos falas ! :)))

Beijinhos

Benó disse...

Gosto de fazer e gosto de comer doces mas ultimamente, tenho lido tanto sobre o veneno que é o açúcar que este ano só fiz marmelada para alguns netos. Um abraço Luisa.

conta corrente disse...

Belo sábado :)

Mar Arável disse...

Tudo pelo melhor
Bj

Manel Mau-Tempo disse...

sobra-me saliva só de pensar :)

Graça Sampaio disse...

Garanto-te que o cheirinho chegou aqui...

Agora, deleita-te na leitura e vai roendo umas tostinhas barradas com o doce...

Beijinhos

Janita disse...

Um belo final de sábado, então! Compota a esfriar, a casa impregnada de doces aromas: açúcar e canela - os meus preferidos - e o convite de um bom livro. Há lá coisa melhor? Aproveita!
Devemos dar ao corpo tudo o que ele nos pede...:)

Beijos aromáticos, Luísa!!

bea disse...

Ler com cheiro a doce. É convidativo.
A minha abóbora ainda espera na bancada pela diligência das mãos.
Bom Domingo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Os odores chegaram até aqui. E o livro estava a dizer-lhe que hoje teria um belo passeio para partilhar connosco

Ana Freire disse...

Um sábado delicioso... também neste post, repleto de aromas de coisas... que sabem tão bem...
Bjs
Ana