terça-feira, 1 de junho de 2010

Dias especiais

Sei de uma menina que, nos idos anos 40 do século passado, ganhou os seus primeiros sapatos aos nove anos de idade. Comprou-os com o dinheiro ganho numas férias da Páscoa a trabalhar num pinhal. A sua tarefa era a de impedir os charnecos de comer as ervilhas por ali plantadas. Tinha que fazer a sua primeira batida ainda antes do sol nascer. Levantava-se, por isso, muito cedo e percorria longo caminho até lá chegar. A história, contou-a em verso popular perto do fim da sua vida. Dizia no último verso que tinha ganho para uns sapatos de vitela que faziam toilette com a sua chita da tabela.

Nessa meninice não conheceu dia dedicado à criança. E agora, que em breve chegará um dia dedicado aos avós, já não está por cá para o conhecer.

4 comentários:

Mary Jo disse...

Ainda aqui ando, Luísa...
Que texto lindo e que bela homenagem a esta menina, que penso seria uma das suas avós.

luisa disse...

Mary Jo,
Era a minha mãe, que também foi uma super-avó, para os meus dois filhos.

Ana Barata disse...

não parecia bem comentar no post do bolo (fiquei atenta e ... talvez ponha em prática! se o fizer, comunico!)
mas comento aqui o meu agrado por, nestas viagens de blogs, vir "parar" a uma casa tão agradável de se ler!
eu sou a ana e virei mais vezes, pode ser?

luisa disse...

Oh Ana, venha sempre que quiser. Será um prazer recebê-la. Agora vou daqui dar um saltinho às suas casas...:))