domingo, 13 de março de 2011

Passeio de Domingo (40)




À falta de um, trago dois passeios. Em cima fica um pouco do caniçal de Vilamoura por onde fiz um desvio da minha rota a caminho da farmácia.


Em baixo fica o campo, sempre o campo, aqui do meu "bairro", por onde faço a caminhada da ordem.





6 comentários:

Catarina disse...

E que passeios agradáveis deveriam ter sido!
Já decidi. Vou mudar-me para o Algarve! Ou então para o Douro Litoral. Há uma semana que não se vê o sol. As árvores continuam sem folhas e castanhas; o relvado ou não se vislumbra porque está coberto de neve ou é acastanhado. Digo-te, a cidade é cinzenta e castanha. Não tem cor.

O cinzento e o castanho sendo cores... não contam!

luisa disse...

Catarina,
O cinzento também pontua por cá. Ontem até foi um dia com alguma chuva. Só que pelo meio dos tons cinza há sempre apontamentos de cor, há sempre vida a despontar, flores... E também temos que treinar o olho para que ele descubra o que de colorido há no meio do cinzento dos dias de Inverno.

kuka disse...

Que raio de qualidade de figos são esses?

luisa disse...

Kuka,
As figueiras ficaram completamente despidas de folhas e frutos ao longo do Inverno. Por estes dias comecei a ver despontar o verde nos seus galhos. Folhas e também aquilo que aparenta ser fruto. Eu não sou de todo entendida na matéria, mas julgo que se trata ainda da flor que há-de ser fruto. Isto das figueiras é para mim uma complicação. Parece que há árvores femininas e árvores masculinas ou hermafroditas. E isso também tem incidência na forma como são polinizadas. Enfim... posso sempre averiguar junto do meu pai para esclarecer o caso. Sei que ouço às vezes ele falar da "figueira toque", como sendo necessária para dar fruto, mas nunca fixei bem esta história de reprodução vegetal. :(

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

E que belos passeiso nos traz aqui aos domingos, Luísa...

kuka disse...

Aquilo são mesmo figos. E também as minhas figueiras perdem as folhas quando não deviam.Mas figos ainda não têm.
Isso do toque também não compreendo muito bem como acontece. É feito com figos bravos pendurados na figueira a que se quer dar toque. Penso que atrai insectos para fazerem a polinização. Tive um vizinho que pendurava cabeças de peixe ao invés de figos bravos.
Plantei uma figueira brava que, dizem, faz o mesmo efeito.