segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Sol

Sentei-me por uns minutos num pequeno muro baixo que tenho aqui na rua. Arregacei as mangas para apanhar o sol. Apanhei-o com os braços e com o rosto também, enquanto um vento leve passava os dedos pelos meus cabelos.

O cenário apresentava-se cheio de cor, especialmente de azul, daquele azul dos dias límpidos, que nos entra poros dentro e nos ilumina o olhar. O som estava a ser assegurado pelas aves que percorriam o ar entre o cipreste que está junto ao portão e as árvores da horta. Outras tantas, nas minhas costas, escondidas nos altos ramos das alfarrobeiras, conferiam ainda maior relevo sonoro ao ambiente, como que em estereofonia. Uma borboleta branca volteou para cá e para lá sobre a minha cabeça. Uma joaninha pousou no chão, do lado de lá do meu pequeno muro. Em voo rasante passou, repentinamente, uma andorinha. E logo outra. Chegaram já. Sorrio.

Pode bem chover amanhã, e nos demais dias da semana, conforme vi que se prevê no sítio da meteorologia. Pode. Porque vou guardar em mim, como reserva, aqueles minutos em que apanhei o sol.

19 comentários:

ematejoca disse...

Um texto muito poético, Luisa.

Rui disse...

:) Afinal a poesia existe quando se sabe expressá-la, mesmo em prosa ! ...
Desta vez com a ajuda da vitamina D e de um pequeno muro. :)

Adorei, Luisa ! :)
Beijo

papoila disse...

Um momento muito tranquilo e feliz, ainda bem que soubeste apreciá-lo.
Por aqui também esteve um dia muito azul cheio de luz e sol.
Um dia de sol a seguir a vários cinzentos, molhados e escuros é uma dádiva que todos reconhecemos e apreciamos.
Fica bem Luisa.
bjs

ana disse...

vou fazer como tu quando o sol aparecer por cá. até fiquei com vontade...:)

Os olhares da Gracinha! disse...

Apanhou sol e foi acariciada pela beleza esvoaçante!
Adoro borboletas e preciso de sol! Bj

Manu disse...

Aproveitaste muito bem este solinho bom.
Memórias bem guardadas para quando chegarem dias mais cinzentos.

Beijinhos Luisa

Janita disse...

Que bom, Luísa...Temos de fazer reserva de coisas boas, para ir consumindo, aos poucos, quando nos sentirmos carentes. O sol é um bem precioso... Que lindo isso que escreveste. :)

Um beijo, radioso! :)

bea disse...

Apanhar sol é uma expressão tão bonita e rica de movimento mas nem a reparamos na maior parte do tempo em que apanhamos sol; se nem às vezes reparamos que o apanhamos.
Mas sim, é guardar os minutos de sol e iluminar com eles as invernias que vierem. Que embora as estações tenham todas o mesmo tamanho, os invernos parecem elásticos. E há muita vida que transcorre apenas nessa estação. Como há povos sem primavera, gente quase sem verão, invernos de calor profundo. Enfim...
Boa Semana

Graça Sampaio disse...

É isso que falta aos suecos que passam 3 ou 4 meses com luz solar apenas durante umas 4 a 5 horas. Por isso a elevada taxa de suicídios...

Ao menos nós, pobretes mas solaretes.... :)))

Flor de Jasmim disse...

Lindíssima a forma com que descreves aqueles pequenos/grandes momentos.

Bom fim de semana e um grande beijinho.

Pedro Coimbra disse...

Até eu senti o calor desse sol.
Muito bonito!

Chic' Ana disse...

Um sol que brilhará sempre no teu coração, e esse, é o sol mais quentinho que pode existir! =)
Beijinhos

Laura Ferreira disse...

também ando com o sol ao colo sempre que posso e guardo-o em todos os bocadinhos de mim :)

Maria Eu disse...

Bonito, Luísa!
Invejo esse sol!

Beijos :)

Ana Freire disse...

Já chegaram as andorinhas... já se sente a Primavera no ar, então!...
E é de aproveitar o solinho... pois palpita-me que daqui a uns dias temos a chuva e o friozinho de volta...
Adorei este raio de sol, que deu para apreciar na forma de palavras!...
Beijinhos
Ana

Briseis disse...

Já andam andorinhas por aí?! Ai, que bom! Uma promessa da primavera próxima!
Sol é bom, aquece a pele e a alma... Eu, por ser sôfrega, às vezes ponho-me assim ao sol tempo demais e depois trago para casa o calor e uma dor de cabeça. =)

Gaja Maria disse...

Sol é vida :)

Teté disse...

Às vezes há pequenas coisas que nos dão um novo alento... :)

Manel Mau-Tempo disse...

já tens andorinhas? há gente com sorte!
:)