quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Pôr as cartas na mesa


21 comentários:

A Nossa Travessa disse...

POST MERD; OOPS, MEDIEVAL

Tal como tinha anunciado, acabo de postar um texto de minha autoria intitulado A Távola Redonda e as justas medievais do século XV onde tento utilizar a escrita coeva. É preciso dizer que o artigo tem surtidas até anos bem diferentes. Só um maluco como eu se meteria – e meti – nesta trapalhada
Henrique, o Leãozão

Os olhares da Gracinha! disse...

Duplo sentido!!!
Boa escolha...bj

Graça Sampaio disse...

Já ninguém escreve cartas... Tenho pena. :(

Janita disse...

Também tenho um bom maço delas que poderia pôr na mesa, mas guardo-as.

Digo como a Graça, pena que já ninguém escreva cartas...

Beijinhos, Luísa.

Majo Dutra disse...

Havia uma canção, «cartas de amor, quem as não tem!»...
Agora - para colocar ma mesa - restam algumas desoladas cartas de repartições...
Contudo, a concretização para o teu dicionário está ótima...
Beijinhos, Luisa.
~~~~~~~~~~~~

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Literalmente!

Teresa Borges do Canto disse...

Há cartas que devem sair da gaveta... :)

Está tão bonito, luisa.

Flor de Jasmim disse...

Excelente!
Tenho muitas guardadas. Ah e ainda escrevo cartas e postais, gosto de mimos personalizados.

Beijinho Luísa

conta corrente disse...

Se calhar é melhor não. Por agora. Estão guardadas, bem guardadas, serão memórias futuras.

AFRODITE disse...


:)
Essas já têm uns bons aninhos... n'est ce pas?

As tuas expressões estão sempre fantásticas!
Beijinhos ilustrados
(^^)

Gaja Maria disse...

Que bonito. Entrelinhas? :)

Pedro Coimbra disse...

Ainda há assim tantas??
bfds

Paula Lima disse...

Só se se encontrar cartas da avó, se consegue pôr um molho delas tão delicado na mesa! Bela imagem e que saudades de receber uma carta que não seja conta, publicidade ou no formato electrónico (vulgo e-mail)!
Bom fim de semana!

Ana Freire disse...

E com uma imagem formidável, para o comprovar!...
Como sempre, mais um post fantástico, traduzindo uma expressão...
Beijinhos! Bom fim de semana!
Ana

Mona Lisa disse...

Mais uma expressão soberbamente ilustrada. Adorei!

Beijinhos.

Laura Ferreira disse...

adoro estas tuas coisas, Luísa :)

Mister Vertigo disse...

A imagem é de uma beleza absoluta!´
Ainda me recordo desse tempo em que se escrevia cartas, algumas de amor, outras de luto, havia os envelopes respectivos e os célebres blocos para cartas normais e de avião e finalmente o célebre selo.
Hoje neste século xxi, ainda gosto de ler a bela arte da correspondência entre escritores e ver imagens como esta.
Bom fim-de-semana.

Teté disse...

Eheheh, eu teria usado cartas de jogar, mas assim também cumpre o objectivo... :)

Beijocas

Ricardo Santos disse...

Muito bem Luísa !!!

Benó disse...

Valerá a pena por as cartas na mesa?
Fica a interrogação perante uma linda fotografia a ilustrar a frase.

Maria Gloria D'Amico disse...

As vezes é o melhor e hora é agora...