sábado, 11 de junho de 2016

Metades


É meio da tarde e há meia-lua lá fora. 
Assim como há vidas às metades.

12 comentários:

Meu Velho Baú disse...

Sem dúvida.....
Bom fim de semana

Catarina disse...

As vidas às metades são muito tristes.

Flor de Jasmim disse...

Existem outras meias!

Beijinho e bfds

Briseis disse...

Que bela foto, Luísa! Há muitas meias-vidas por aí... Algumas por imposição do destino. Outras por opção e conforto... Mas pode ser que esteja para vir uma fase em que a vida seja completa e cheia, como a Lua =)

Maria Eu disse...

Pura poesia, a foto é as palavras.

Beijos, Luísa :)

flor disse...

a lua, de dia, é pura magia :)

AC disse...

As vidas, agradáveis ou não, são sempre por inteiro. Nós é que só vemos pequenas partes, muitas vezes bem menos do que aquilo que nos parece. É por isso que a literatura e a filosofia não são ciências exactas. :)

Um bom final de semana, Luísa :)

Rui Espírito Santo disse...

E quantas variantes de metades, Luisa !

Os que a pretendem viver plenamente a dois e só a vivem a um ;
Os que gostariam de viver a sua plenamente e só a podem viver a metade;
Os que já estão a meio dela ;
... e tantas mais variantes ! ...

:))

Majo Dutra disse...

~~~
Uma beleza rara e intensa...

As palavras parecem a mais,
quando o espírito permanece extasiado...

Bj. Luisa.
~~~~~~~

Janita disse...

Bela é a cor azul do Universo por inteiro e em pleno, sem nada por preencher.

Bom Domingo, Luísa!

:)

Benó disse...

Viver por inteiro. Amar por inteiro. Ser feliz por inteiro. Mas também podemos ser a outra metade de alguém.

© Piedade Araújo Sol disse...

gosto das palavras
gosto da foto
beijo
:)