quarta-feira, 12 de agosto de 2015

O assobio

Arranco as ervas daninhas que crescem no vaso de uma planta suculenta que enfeita o poial da minha rua da frente. Quando digo rua da frente refiro-me ao pátio que ladeia a fachada principal da casa. Modo de dizer, próprio daqui.

O que interessa, porém, são as ervas daninhas que estou a arrancar e que deito fora, não sem antes revisitar uma brincadeira de infância. Pego numa folha fina e comprida. Entalo-a entre os polegares. Encosto os lábios aos dedos e sopro com força sobre a aresta da folha, como aprendi em criança. Logo se solta o assobio, forte, estridente, cortando o ar.

Rio-me e esfrego a boca para me passarem as cócegas, uma espécie de formigueiro provocado pela vibração da folha sob a ação do sopro.


15 comentários:

Flor de Jasmim disse...

Fantástico este teu assobio!
Recuei no tempo, quase senti o formigueiro que as folhas me provocavam quando assobiava com elas.

Um beijinho Luisa.
Adélia

Mona Lisa disse...

Recordações que sempre perdurarão.

Beijinhos.

Janita disse...

Fazer desses assobios não conhecia eu, Luísa! Ainda hei-de experimentar!! :)
Quando era pequena, costumava era fazer assobios de erva-azeda, quando começava a secar. Puxava e saía uma caninha oca, fazia-lhe um golpe apertando-a entre os dedos, como disseste, soprava e o som que se desprendia era mais parecido com uma gaita!! :))

Gostei de relembrar!

Abraço.

Teté disse...

O que uma pessoa perde, por viver na cidade. Nem com, nem sem folha,dos meus lábios não sai nenhum assobio, as tentativas goradas só fazem rir os outros.Não bastava ser desafinada... :)

Beijocas

Pedro Coimbra disse...

Fiz isso imensas vezes!!

Maria Semedo disse...

Fiquei aqui a pensar que nem assim conseguiria assobiar! ;)

Portugalredecouvertes disse...


acho que não conhecia, Luísa, mas nunca se sabe ....
feliz dia
Angela

mz disse...

Ai as ervas daninhas,uma praga Luisa!
Mas, se no entretanto encontrarmos lembranças destas, fica mais divertido,vou experimentar :)

Isabel Pires disse...

Não sabia dessa brincadeira de criança.
A foto é bonita!

Majo disse...

~ ~ ~
~~ Uma habilidade que não aprendi!

~~ Fazia-me jeito,
porque assobiar, só assobio com assobios...

~~~ Dias felizes. ~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

ॐ Shirley ॐ disse...

Brinquei muito, Luisa, de assobiar com folhas e com cebolinha verde, era só cortar a pontinha rs...
beijos!

Teresa Borges do Canto disse...


as ervas cantam, e dançam...

Bia Hain disse...

Lembro-me de ter feito o mesmo já há tanto tempo... a lembrança das cócegas nos lábios fez-me rir. :) Abraços!

redonda disse...

Não conhecia a expressão nem a brincadeira :)

AC disse...

As memórias...
Interessante!