terça-feira, 27 de setembro de 2011

Lençóis

Fui passar os lençóis a ferro e vi-te ali junto à tábua de passar como quando me chamavas para te ajudar a dobrá-los. Eu ia, contente, antecipando a brincadeira que ia fazer. Agarravas em duas pontas e eu noutras duas. Afastadas uma da outra, esticávamos o pano ao máximo que podíamos e fazíamos estalar o lençol no ar. De propósito, eu fazia tanta força que te saltava dos dedos uma ou outra ponta do lençol que acabava roçando pelo chão. Tu ralhavas-me rindo e recomeçávamos.



Falta-me, também a mim, chamar a minha filha para me ajudar a dobrar os lençóis. Da próxima vez, pensarei nisso.

8 comentários:

Catarina disse...

Detesto dobrar lençóis! Com ajuda sera muito mais facil... mas mesmo assim

kuka disse...

E não acontecia divergirem na direcção da dobra? Uma dobrar para a direita e a outra dobrar para a esquerda?Eheheheh!

BlueShell disse...

Ah...essa cena é-me tão familiar!
Que bom recordar!
Bj

Naná disse...

Eu adorava era ondular os lençóis...
Adorei este post!
Já vi que eras malandreca... eu também era!

luisa disse...

Catarina,
Na verdade, sem ajuda é dificil acertar nas dobras certas... :)

Kuka,
Precisamente! O mais certo era começar por não acertar na direção da dobra :))

Blue Shell,
Há sempre pequenas coisas que nos trazem antigos momentos de volta. :)

Naná,
Traquinices... :)

Briseis disse...

Que momento delicioso...! =)

Isa GT disse...

Porque será que também me lembro mas quando a minha filha era pequena eu não a chamava.
Presentemente, já voltei ao tradicional e, apesar de ser um miúdo e ter só dez anos, noto que o rapaz até gosta de ajudar, portanto, a culpa do interregno... foi inteiramente minha ;)

Bjos

luisa disse...

Briseis,
:)

Isa GT,
Pois é... nós é que falhamos ao querer poupá-los demais ( aos filhos...)