sexta-feira, 10 de junho de 2011

A minha biblioteca às cores




Preciso arrumar os meus velhos livros de infância. Foram retirados do armário onde estavam, para se proceder a uns arranjos na arrecadação. Agora estão ali em monte. Tenho que lhes limpar o pó e voltar a guardá-los. Gosto de os folhear. Gosto de recordar. Gosto de ver as suas ilustrações. Pertencem a coleções às cores: a "bibliothèque verte", a "bibliotèque rose" a "série bleue" e a "série rouge"da coleção "L'étoile d'or"...

Apetece-me convocá-los para este espaço. Fixá-los aqui em imagens. Hoje escolho a pequena Fadette de George Sand e a ilustração da passagem em que Fanchon ajuda Landry a passar a ribeira, quando ele está amedrontado pelo misterioso fogo fátuo.

Este meu exemplar da Hachette é uma edição impressa em 1967.


2 comentários:

Teté disse...

Tenho dois livros juvenis que têm capas muito semelhantes e sendo de autoria de um escritor francês (parece-me que se chama Guinot), é possível que se tenham baseado nestas que falas... :)

Gosto muito da primeira foto do post anterior (as restantes também estão boas, mas essa é mais curiosa)!

Beijocas e bom fim de semana!

Fê-blue bird disse...

Uma verdadeira preciosidade.

beijinhos