quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

O pintor



Desconfio que anda por aí um pintor que, em certos dias, atacado de loucura, resolve mudar a cor do céu. Então, fora de si, vai pincelando o azul de rosa e riscando a grande tela com fervor. É em vão o seu esforço, porque o dono do quadro celeste, logo, logo tudo manda limpar e de pronto a cor tradicional restabelece.





Uma pequena pitada de loucura para a Fábrica de Letras que a esse estado dedica o tema de Fevereiro.

9 comentários:

SofiAlgarvia disse...

Não sei se gosto mais de ver a bonita tela do teu pintor, ou de me perder nas tuas letras, cheias de imaginação!

Catarina disse...

Cores exuberantes. Sinal de tempestade?! : )

El Matador disse...

Muito bem caçado.

Maria Luisa Adães disse...

Linda a metáfora de que fala. Bela essa imaginação! Gostei um dia, de a encontrar no meu blogs - os7degraus. Não mais a vi, mas bastou uma vez...

Maria Luísa

Anónimo disse...

MA RA VI LHA
Ainda bem que estavas atenta e registaste tudo com grande mestria. Assim não foi em vão o trabalho do louco.
Rog

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Belas cores captadas no momento oportuno.

Tulipa Negra disse...

Quando a loucura do pintor lhe dá para o rosa, fica uma tela linda. O pior é quando lhe apetece pintar tudo de cinzento... :)
Beijinhos

B disse...

Tão lindo...! O texto é enternecedor e as imagens são sublimes! Foi uma excelente associação! Uma maravilhosa participação! Bravo!

Isa GT disse...

A mãe natureza tem uns super pintores que nos conseguem surpreender todos os dias... basta estar atento e captar o momento... e ainda bem que estes quadros não te escaparam ;)

Bjos