sábado, 17 de agosto de 2013

Socorrista

Estou a especializar-me no socorro a cigarras em vias de afogamento. Já é a segunda que retiro das águas azuis da piscina.

A primeira já nem se movia, limitando-se a boiar. Só no momento do resgate reparei que ainda mexia as patas. Deixei-a no chão a secar e fui à minha vida. Quando voltei ao local já não havia rasto dela e deduzi que, depois de se libertar do excesso de água, voltou a sua vida boémia de cantorias.

Depois a cena repetiu-se. Dessa vez já em cenário noturno. Ao sair de casa comecei ouvir uns tssss tssss tssss sincopados. Olhei para o lado e lá estava ela a debater-se no meio da imensidão líquida da piscina. Dei um rodopio, vesti a minha pele de Super Socorrista de Cigarras e agarrando de imediato na rede lá fui resgatá-la da morte certa.

Bem sei que a cigarra tem má fama e que a formiga leva todo o verão a trabalhar mas o facto é que o trabalho da formiga me incomoda sobremaneira. Quando ela resolve trabalhar na minha cozinha e na minha despensa… então não a suporto mesmo. E confesso que, no que a esta fábula diz respeito, sou tão Super Socorrista de Cigarras quanto sou Exterminadora Implacável de Formigas.


14 comentários:

Catarina disse...

Mais um relato original, com certa comicidade, que me agradou bastante!
Um texto que dispõe bem!
: )

quem és, que fazes aqui? disse...


Achei graça! Também não gosto de formigas a andarem-me, em carreiro, pela casa e este ano já tive cá uma praguita :)) que resolvi, em parte, à chinelada.

Beijo e bom domingo

Laura

Rosa dos Ventos disse...

Não estarão as cigarras a entrar em depressão e a cometer suicídio?! :-))

Abraço

Rui Pascoal disse...

Não gosto de insetos mas tolero as vespas. Este ano deixei-me ferrar por uma...
:)

(qualquer dia mostro)

Graça Sampaio disse...

Boa! Acho que fazes muito bem! Eu faria o mesmo; e faço, em relação às formigas que são umas chatas teimosas!

Bons salvamentos!

Teté disse...

Pois, também acho que cigarras e formigas têm todas direito à vida... mas fora de portas! Dentro de casa, só resta exterminá-las... :)

Bom domingo!

Gi disse...

Sempre me foi mais simpática a cigarra que a formiga. Mesmo assim, continuo a achar que são bichos com payas a mais. Para que as querem? É de desconfiar.

Gi disse...

Patas, não "payas".

Mz disse...

Eu também tenho simpatia por Cigarras, são como uma música de Verão inconfundível.

E digo mais... o que seria de nós sem música e canto?


Bom domingo :)

Briseis disse...

E ainda bem que cada um de nós tem a sua opinião e escolhe o seu herói... se não, o que seria das Cigarrinhas deste mundo?

Rosa Carioca disse...

Mas olha que bem podia ser a mesma!
Resolveu dar um mergulho depois de mais um show bem sonoro.
Afinal... sabia que podia contar consigo!

Vane M. disse...

hahaha, Ai, Luisa, é verdade...as formigas incomodam bem mais que as cigarras quando resolveu atacar a cozinha, hahaha. Belo posto esse de socorrista! Um abraço!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

às tantas as cigarras andam a suicidar-se mesmo, porque não conseguem emigrar...

Naná disse...

Eu também me irrita quando as formigas decidem trabalhar arduamente na minha cozinha...