quarta-feira, 28 de agosto de 2013

As letras

Era um homem de letras. Tinha sempre uma citação famosa na ponta da língua. Arranjava constantemente maneira de encaixar a sua erudição no meio das conversas mais banais. Paredes de casa forradas de livros. Blocos de escrita espalhados pelas mesas. Velha máquina de escrever a servir apenas de recordação ao lado do moderno computador. Rascunhos amarrotados no cesto dos papéis.

Naquele dia arrastava os chinelos do quarto para a sala, do escritório para a varanda, sem que nada emergisse do seu pensamento. Decidiu que tinha que resolver rapidamente a questão. Colocou um avental, um toque na cabeça, abriu a porta da despensa e agarrou no pacotinho de massas. Nesse dia iria cozinhar uma sopinha de letras.


12 comentários:

Ana disse...

Eu quando faço canja pareço uma garota a juntar as letras para fazer os nomes dos de cá de casa! Adoro!

Rosa dos Ventos disse...

Como os meus filhos gostavam de canja com massa de letras!
Um intelectual até na cozinha!:)

Abraço

Rui Pascoal disse...

Na bordinha do prato a juntar as letrinhas...
Sempre gostei de sopinha mas no Verão passo bem sem ela.
:)

Catarina disse...

Gosto de uma sopa knorr com massa de letras! Muito líquida. Ajuda-me a aquecer no inverno e tb a garganta quando me dói! : )

papoila disse...

Já não me lembrava dela, vou comprar para os meus sobrinhos netos, acho que vão adorar, eu gostava imenso.
xx

Naná disse...

Ahhhhh, gostei tanto desta história!!!

:)

Graça Sampaio disse...

Que texto tão giro!!! Também ponho sempre letras na canja - os meus netos adoram!

Beijinhos com as letras todas...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Sopinha de massa de letras? Era um dos truques que a minha mãe arranjava para me fazer comer a sopa toda :-)
Adorei o texto

Teté disse...

Eheheh, há que manter o nível de inteletualidade, até na sopinha! :)))

Beijocas!

Pedro Coimbra disse...

Tanta letra também já não é exagero?? :)))

Tétisq disse...

ai...tão docinho este texto, lembro-me de mim pequena a juntar letras numa colher que na altura parecia enorme :)

AC disse...

Talvez a sopa de letras o motive a sair de casa, que a vida fervilha lá fora...

Beijo :)