quarta-feira, 30 de maio de 2012

Para grandes males, grandes remédios


Quero ver se tiro um bocadinho de tempo para visitar uma exposição sobre medicina popular no concelho de Faro que está patente no Museu Regional do Algarve até 17 de agosto. Estava visionando um pequeno vídeo sobre este evento, que se intitula “Para grandes males, grandes remédios” e lembrei-me que em miúda cheguei a tomar chá de fuligem para a constipação. Era a minha mãe que, seguindo a tradição, mo preparava. Chamava-lhe, em bom algarvio, chá da feluja. Não sei se era eficaz, mas algumas destas mezinhas resultam mesmo. Uma que até não há tanto tempo assim até me era recomendada pela pediatra dos meus filhos é o xarope de cenoura para a tosse.
Crenças à parte, acho interessante tudo aquilo que se refere a tradições populares.


11 comentários:

Karina sem acento disse...

A minha cunhada, que é algarvia, aconselhou-me chá de figos secos numa altura que andava completamentes sem voz. E olha que ajudou bastante :)

Teté disse...

Também não sei se resultam ou não, mas esse xarope de cenoura tem tradição no país inteiro. Como o chá de limão com mel e outros que tais... :)))

Beijocas!

redonda disse...

Também acho interessantes as tradições populares e li algures que a planta de onde se retira a aspirina era utilizada para fins medicinais desde a antiguidade.

El Matador disse...

não sabia que esta exposição estava em Faro, e passo ali à frente todos os dias.

Vítor Fernandes disse...

Não é por acaso que as ervanárias continuam a ter os seus fiei clientes e aquele livro anunciado na TV, viva melhor qualquer coisa se tem vendido como pasteis de Belém.

Gi disse...

Não sabia, Luisa, a ver se lá vou.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Tenho de experimentar esse chá de cenoura, de que nunca tinha ouvido falar, apesar de ser fã das medicinas alternativas.

Isa GT disse...

Cá em casa, constipação e garganta inflamada... faço chá de tomilho e também é bom para a tosse :)

Bjos

luisa disse...

:) outro que faço para a tosse é o chá da casca de cebola, com muito mel.

Naná disse...

Há mézinhas mesmo muito boas sim senhora!
Uma das melhores que conheço é um xarope que a minha sogra faz para tosse seca: mel, água morna, sumo de limão, poejo, figo seco e bagas de zimbro. É tiro e queda e faz a tosse ir embora em 24h!

Briseis disse...

Ah... eu ia sair-me com o belo do chá de casca de cebola, mas a Luísa antecipou-se... =) ou então, a bela aguardente para queimar todas as impurezas... Não fosse eu do Douro...