sábado, 8 de outubro de 2011

Calor

Hoje sinto-me assim.



"O calor, como uma roupa invisível, dá vontade de o tirar"
in Livro do desassossego, composto por Bernardo Soares, ajudante de guarda-livros na cidade de Lisboa

7 comentários:

AC disse...

Luísa,
Invocado que foi Bernardo Soares, a associação de ideias leva-me a colocar uma questão: será que o calor é um estado de espírito? :)

Beijo :)

George Sand disse...

O calor é BOM!!!!! :)

luisa disse...

AC,
Provavelmente é... tal como por vezes sinto que o tempo, ou a tão proclamada falta dele, é um estado de espírito. :)

Filipa (George Sand),
Pois... mas às vezes é demais. :)

Catarina disse...

Quando é excessivo... : )

O Jardineiro disse...

Eu admito que estou farto do calor. Sempre fui mais do frio e este ano está a custar-me bastante ainda não ter sentido o verdadeiro cheiro da terra molhada nem poder ter ainda caminhado à chuva como tanto gosto...

Enfim ele chegará :)

Beijo

PS: Gostei muito do blog. Serei assíduo leitor :)

Anónimo disse...

Não, eu não quero tirar o calor. Gosto dele, entre outros motivos, porque me faz vontade de me sentar na pedra fresca destas escadas, à sombra desta parede...
Linda foto! Perfeita para ilustrar a ideia.
Rog

luisa disse...

Catarina,
E este ano já nada a passar das medidas... :)

Jardineiro,
Eu gosto das coisas com peso e medida... e é bem verdade que já tenho saudade do cheiro a terra molhada :)

Rog,
Pois... eu sei que não gostas da chuva e que o frio não vai bem contigo, mas já apetece uma "mudançazita" :)