quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Batata-doce

A casa, virada a sul, debruçava-se sobre a paisagem inclinada e as suas vistas alcançavam, no horizonte, uma faixa de mar um pouco mais azul do que o céu. Tinha um pátio longo com duas cisternas que recebiam as águas da chuva e, no lado poente, ligada perpendicularmente ao edifício principal, estava a casa do forno. Numa fornalha crepitava o lume. Havia alguma azáfama da gente crescida mas falha-me a memória sobre os afazeres em curso. Seria dia de cozedura de pão? Não sei. O que sei é que nesse dia, na casa da minha avó, também se fritava batata-doce. Fritava-se batata-doce às rodelas e eu, entre duas corridas pelo pátio fora, ia buscar uma ou outra rodela para comer. Perdi também a lembrança do sabor da batata-doce frita. Todos os anos, no outono come-se batata-doce aqui em casa. Assada, cozida, de sobremesa ou a acrescentar o jantar de feijão. Mas nunca mais comi batata-doce frita. Agora que me lembrei daquelas rodelas douradas, sei que não vou descansar enquanto não recuperar esse sabor perdido.

6 comentários:

Naná disse...

Em minha casa, nos dias de cozedura de pão, assavam-se batatas doces nas brasas do forno de pão.
Gosto de batata-doce de toda a maneira, mas nunca mais me esqueci do sabor do pudim de batata doce que só se conseguia fazer bem no forno do pão... o meu problema é que não sei acender o forno do pão...

Olinda P. Gil © disse...

Como tanta vez batata-doce frita!

Teté disse...

Provei uma vez batata doce e não gostei! Em minha casa e na da minha avó também ninguém apreciava, de modo que não sei de que sabores estás a falar.

O que todos gostávamos e muito era de peixinhos da horta, que passei anos sem provar. Já na blogosfera aprendi uma receita, que agora faço de vez em quando. E ainda é uma delícia... :)))

Beijocas!

SofiAlgarvia disse...

A minha avó paterna também a fritava às rodelas e por vezes ainda as salpicava com açúcar amarelo.

Eu voltei a fazê-las para os miúdos, no ano passado, um pouco com receio da experiência e ... agora eles adoram e pedem mais!

O Jardineiro disse...

Simplesmente adoro batatas fritas. E curiosamente, na minha família e contrariamente a todos os outros cozinhados, as batatas doces fritas eram feitas pelo meu pai e não pela minha mãe.

Anónimo disse...

Gosto muito. Mas fritos... é um problema. De vez em quando, fica o bem que sabe pelo mal que faz.
Rog