sábado, 6 de março de 2010

Oração

Faço silêncio em mim e ouço-Te.

Ouço-Te no som das gotas de água que batem nos vidros das janelas.
Ouço-Te no gemido da água esmagada pelas rodas dos carros no asfalto.
Ouço-Te no frémito das folhas das árvores quando o vento as acaricia.
Ouço-Te no rumor das vozes dos passantes.
Ouço-Te no riso cristalino das crianças.
Ouço-Te no seco roçar da página do livro nos meus dedos.
Ouço-Te no ribombar cadenciado da onda que rebenta na praia.
Ouço-te no ténue zumbido dos meus ouvidos quando à volta de mim tudo é silêncio.

Faço silêncio em mim e agradeço-Te a vida.


Publicada, em silêncio, para Fábrica de Letras

5 comentários:

Helga disse...

Como diria a querida Gizelda, do blog 'Desassossego' - "Para mim Deus é isto: a beleza que se ouve no silêncio." (Ruben Alves)

Muito relaxante este teu texto. Beijinhos :)

Luis Bento disse...

Faço silêncio em mim e leio-te!

mdsol disse...

:))

MZ disse...

Fiz silêncio para escutar a tua oração!

bjo

Brown Eyes disse...

Silênciosamente saudoso. É a saudade que nos faz ver em cada som, em cada silêncio a pessoa de quem sentimos falta. Linda oração para quem amamos.