segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Sementes

Há caminhos em que colho sementes que se grudam ao corpo, penetram-me a pele, percorrem-me as veias, abrasam-me o ventre, conquistam-me a alma. 

8 comentários:

Janita disse...

Evita certos caminhos, Luísa!
Há que ter muito cuidado na nossa relação com a Natureza...Lembra-te de David Seltzer e da "Semente do Diabo"...:))

Manu disse...

Há boas sementes e se escolheres as melhores elas darão bons frutos.

Beijinhos Luísa

Isabel Pires disse...

Luísa, e haverá caminhos onde deitas sementes. :)

Pedro Coimbra disse...

E depois germinam.

mz disse...

Por isso escreves tão bem,são as sementes que germinam na tua alma e no teu olhar.

Manel Mau-Tempo disse...

são bons esses caminhos :)

Teté disse...

Depois de ler o teu texto fiquei com vontade de ir comer uns amendoins. Sim, eu sei que as sementes deviam ser outras, mas foi pensamento automático... :)

Maria Eu disse...

Esses são os melhores caminhos, aqueles que nos fazem criar!

Beijos, Luísa :)