segunda-feira, 14 de março de 2016

Vício

Reconheço-me a ficar dependente do que escreve. Em cada dia, preciso de ler nem que seja uma das suas frases. Bebo-lhe as palavras. Sólidas que estejam, preto no branco, logo se diluem em cores líquidas que correm em mim como néctar e me animam os sentidos.

6 comentários:

flor disse...

(que palavras tão bonitas as suas, luisa!)

Ava Pain disse...

Então é um vício bom.

AFRODITE disse...


E explicares afinal de quem são as palavras que te deixaram viciada?
Bom... a menos que seja um segredo!
:P

Janita disse...

Tenho a impressão que andas a beber da mesma fonte que eu, Luísa!! :)

redonda disse...

E qual é a fonte?

Ana Freire disse...

Escrever é um vicio... mas também uma forma de libertação!...
Bjs
Ana