segunda-feira, 14 de março de 2016

Adivinha

Falta a água no local de trabalho por aproximadamente uma hora. Homens e mulheres, cada qual na sua casa de banho, dão-se conta da ocorrência. Quando a avaria se encontra resolvida, ouve-se, de repente, como um dilúvio, a água jorrando das torneiras que ficaram abertas.

Em que sanitários (masculinos ou femininos) se verifica o risco de inundação?

16 comentários:

Ricardo Santos disse...

Esta é boa ! :))

Andei à procura de alguma armadilha no texto, mas, distraidamente ou não, não a encontrei !!!

Não faço a mínima ideia, mas possivelmente em ambas !!!

papoila disse...

Eu aposto na das senhoras...
bjs

Ava Pain disse...

No das mulheres. :))

Isabel Pires disse...

No das mulheres, porque os homens costumam estar mais atentos a estes pormenores de natureza prática.

AFRODITE disse...


Hummm...

Ó Luisinha... será que esta anedota é sexista ou tem "marosca?!
Se não se der pela falta da água ao rodar o botão do autoclismo, dá-se de certeza conta da ocorrência no lavatório quando se vai lavar as mãos! E por isso é que podem ficar abertas as torneiras...
Quem é que vai fazer xixi e não lava as mãos no final!??

Eu lavo sempre... por isso ficam os cavalheiros com o ónus do "prejuízo"!
hehehehe

Graça Sampaio disse...

Palpita-me que é na das mulheres... mas gostava mais que fosse na dos homens... eh eh eh eh....

luisa disse...

:) Ora que esta, hein?
Não me conformo com o facto de todas as mulheres que por aqui passaram terem apontado o seu dedo acusador precisamente às mulheres. Então não se vê logo que só podia ser obra de homem? Digam-me lá. Uma pessoa (uma mulher) que abre uma torneira e vê que não há água, não a fecha logo de imediato? É que para verificar se a água já voltou basta lá ir e abrir de novo. Não precisamos de esperar que ela começa a jorrar furiosamente. Imaginem que aquilo da avaria durava a manhã toda, que saíamos para o almoço, não ficava ninguém no escritório e nesse período de tempo a situação ficava resolvida. Quando regressássemos ao escritório, o mais certo era precisarmos de um barco para entrar nas salas.
Não. O caso mostra que, nestas coisas, os homens não são tão cuidadosos. Foi no WC masculino que as torneiras ficaram abertas no máximo. Valeu haver colegas (mulheres) com gabinete próximo das casas de banho que logo ouviram a corrente ruidosa e acudiram ao incidente.
:)

luisa disse...

E desculpem-me as gralhas do texto que, na exaltação da resposta, saíram sem correção. :)

Ricardo Santos disse...

Luísa
Os lavatórios tem ralos. Essa hipotética inundação poderia ser em qualquer uma das casas de banho !

E Afrodite a propósito...
Eu lavo sempre as mãos depois de... e às vezes até antes... Sou muito asseadinho ! E, digo mais, quando for o almoço no Porto faço como o Professor, engano-me na casa de banho, e aí vão poder comprovar que eu lavo as mãos sempre !!! :))

luisa disse...

E o desperdício, Ricardo, o desperdício!

Ricardo Santos disse...

Nada disso ! Eu lavo bem e depressa as mãos. Quando foi a história do H1N1 tirei um curso !

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu diria que foi no das mulheres, mas só para fazer pirraça, porque me parece que a Luisa está ali à "esquina da Tecla" a apontar um dedo acusador aos homens :-)

Rui Espírito Santo disse...

Eu acho que não podemos generalizar !
Quer no caso das torneiras, quer na lavagem de mãos há de tudo nos homens e nas mulheres !
A minha mulher já me tem dito muitas vezes que não compreende como há mulheres tão "porcas" e descuidadas, com papeis e até pensos higiénicos mal arrumados, nas casas de banho, alem das sanitas sujas. De um modo geral eu não encontro isso nas dos homens !
... e lavar as mãos, claro que, sempre !
:)))) Muitas vezes, mas confesso que "a brincar", digo que o importante é lavar as mão antes de urinar ! rsrsrs

Beijinho Luisa ! :))

redonda disse...

Uf, fui ler os comentários que antecedem e já sei a resposta, perderam os homens :)

Ana Freire disse...

Em ambos... é o meu palpite...
Falta de consciência... penso que não conhecerá género...
E por vezes... a forma como encontro sanitários femininos... não me faz ter muita fé... de que tal também não pudesse ocorrer em sanitários femininos... infelizmente...
bjs
Ana

Rui Espírito Santo disse...

Eu acho que ninguém ganhou ! Habitualmente, todos perdem !
Deixo sempre a sanita bastante melhor que a encontro ! Não rejeito o uso da vassourinha e a mirada final a ver se ficou em condições ! Idem com papeis e o mesmo com a água das torneiras !