segunda-feira, 21 de março de 2016

Poesia - 2

Poesia à vista


Há os que fazem desenho à vista.
                                                               Eu faço poesia
à vista. Sobretudo no campo e à beira-mar. Mas também
gosto de compor naturezas vivas com as coisas e as pessoas
do meu quotidiano
                               presentes e ausentes.
                                                                              Tudo me pede
Como os meus netos:
                                               “Faz-me o retrato em verso!”
Assim saio para a Natureza sem cavalete sem tela
empunhando apenas o pincel do lápis ou da caneta
e a tinta das palavras.


Teresa Rita Lopes
in Jogos: versos e redacções para todas as idades, Editorial Presença, 2001

2 comentários:

redonda disse...

Gostei mais deste (também não conhecia)

Ana Freire disse...

E a poesia... é mesmo uma forma de compor uma tela... com as cores, que nos vão na alma... fazendo-se mesmo retratos em versos... de pessoas, emoções e lugares...
Bjs
Ana