terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Modas


Não consigo encaixar com esta moda que as jovens, e até algumas menos jovens, seguem agora de vestir uns calções justos e curtos por cima de collants que nem sequer opacos são. Contam-se provavelmente pelos dedos de uma mão as figuras que vestindo assim me pareceram bem arranjadas. Na generalidade, acho esta indumentária bastante ridícula e quem a escolhe não fica, aos meus olhos, nada favorecida.

Mas quem sou eu para opinar sobre moda?

No entanto, ando a ficar preocupada com estas tendências que parecem querer contrariar as estações do ano. Então agora que estamos no inverno, com as temperaturas do ano mais baixas, é que os adolescentes resolvem andar de calções. Brrrrrr…. E não estou a falar das raparigas. Não. Estou a falar dos rapazes. É que, ultimamente, vejo-os, às 8h30 da manhã, quando vão para a escola secundária, com as perninhas completamente ao léu por baixo de umas bermudas. Bem sei que até certas fardas de colégio têm essa versão para os rapazes… mas não estariam mais confortáveis com uma calça comprida. 

Não sei se esta moda é algum fenómeno local ou se ela se verifica também noutras zonas do país. O certo é que, por cá, comecei a verificar a existência de uma espécie de contágio. Todos os dias, vejo mais um rapazinho a exibir a pernoca.

14 comentários:

Rui Pascoal disse...

Está visto! Vamos ter que cortar em tudo...
:)

El Matador disse...

acompanhado com botas de água então...

Arco Iris disse...

Também me faz confusão...será que não tem frio....
Mas.a adolescência é terrível....

Vane M. disse...

Estou a imaginar a cena...há gosto para tudo! Um abraço!

Ana disse...

por aqui é o mesmo, ainda no outro dia estava a ver uma rapariga de calçoes de ganga e collants e não consigo d gostar. e se fossem de fazenda, mas de ganga...

Isa GT disse...

Às vezes fico na dúvida se vão para a escola aprender ou só para mostrar as pernocas... ou fazer com que os rapazes se distraiam com outras matérias... ;)
Há realmente modas que são deveras estranhas, aquela das calças a cair...
Outra engraçada é a dos homens que usam peugas com sandálias, essa também nunca entendi...
Mas era bom que todos os males deste Mundo fossem apenas isso... modas incompreensíveis ;)

Bjos

Gi disse...

Sou completamente a favor de uniformes nas escolas. Resolveriam muitos problemas.

Rosa dos Ventos disse...

Só fico um pouco arrepiada ao ver as meninas dos calções mas algumas ficam mesmo muito giras porque os collants são opacos e os calções são de fazenda!
Agora calções de ganga curtíssimos e desfiados acho de péssimo gosto!

Abraço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Coincidência, Luísa!
Hoje, no Crónicas on the rocks conto a história de uma Lígia que os usa e me deixou em maus lençóis...

Teté disse...

Oh, Oh, já vi uma com esses mesmos calções, meias pretas mas cheias de grandes buracos, com as respetivas malhas todas caidas. Será que a rapariga julgava estar ao último grito da moda?!? :)))

Beijocas!

Pedro Coimbra disse...

O Carlos (Crónicas on the Rocks) tinha outra abordagem ao mesmo tema.
Vale a pena ir lá ler :))

Pérola disse...

Os tais calções nas meninas são moda.
As mais ajuízadas ainda põem umas leggings por baixo para não terem tanto frio.

Tudo passa. Se forem felizes assim...

um beijinho Luisa!

redonda disse...

Fiquei a pensar sobre este post e sobre outras invenções da moda, como grandes decotes, calças descaídas com blusas curtas, etc. como sou muito friorenta parece-me tudo terrível :)

LuisY disse...

Cara Luisa

Os portugueses tem tendência a serem vítimas da moda, a usar o que está em voga sem se preocuparem se aquilo lhes fica bem ou mal. Depois, no geral, somos baixinhos e gordinhos o que não ajuda nada a vestirmos as coisas que os estilistas e costureiros idealizaram para mulheres altas magras e homens atléticos.

Por outro lado, os adolescentes tendem sempre a adoptar as chamadas anti-modas, isto é, as coisas feitas para chocar os pais e não para favorecer os corpos.

Não há fórmulas para a elegância, mas ajuda sempre pensar menos em modas e mais no que favorece o nosso corpo. Como diria a Chanel, "la mode se demode, le style jamais"