segunda-feira, 9 de abril de 2012

A vida secreta dos objetos: o frasco de iogurte

Estou tão contente! Eu que costumava estar encostado a um canto, bem no fundo da gaveta das tintas e que raramente era utilizado, ganhei uma vida nova. A bem da verdade, não gostava nem um pouco da serventia que me davam antes. Quando fiquei sem o iogurte de baunilha que guardava dentro de mim, passei a servir de recipiente para a água dos pincéis. Isso se alguém da casa lhe apetecesse armar-se em artista e começasse a esborratar os blocos de desenho. Então eu tinha que gramar com aquela misturada de tintas que logo me sujava todo. Era mesmo desagradável. De tal modo que quase preferia ficar esquecido no escuro da gaveta.

Agora não. Fui reciclado. É assim que se diz. Reciclar é o que está “in”. E eu, para ficar na moda, ganhei uma nova indumentária e aconchego dentro de mim um maço de palitos. Eu acho que fiquei bem catita. Dou-me bem com os palitos. São uns tipos simpáticos, asseados e bem falantes. Convivemos amigavelmente e estamos sempre a receber elogios.

A vida é assim. Não para de nos surpreender. Quando achamos que estamos acabados abrem-se novas oportunidades e conseguimos até rejuvenescer. Isto é mesmo verdade. Até para um simples frasco de iogurte como eu.


9 comentários:

Catarina disse...

Belíssima ideia. Pena não haver aqui esses frascos de iogurte, de contrário copiaria a nova indumentária dos ditos cujos! : )

Turista disse...

Querida Luisa, ficaram tããããõ giros! Mesmo mimosos! :)

Anónimo disse...

Très très joli ! Bravo ! Beijinhos

Naná disse...

Agora além de bonito tem uns amigos simpáticos!
Que bom!!

:)

Teté disse...

A ideia é boa, é preciso é arranjar alguém com jeitinho para o crochet... que aqui, só se for a vizinha do lado! :D

Beijocas!

mfc disse...

Que arranjo fantástico!
A utilidade sempre existe, mas é precisa imaginação e arte!

Beijos,

SofiAlgarvia disse...

AH!!! Eu bem sabia que o bichinho da agulha e linha estava adormecido mas com vontade de acordar :)
Estão muito mimosos, parabéns!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Adorei essa conversa do frasco de iougurte. Além de revelar consciência ecológica, não tem problema em assumir novas funções.

Anónimo disse...

Belissimo texto!