quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Doce e fresco

Ontem foi dia de festa de Verão cá em casa. Juntaram-se à mesa, ou melhor às mesas, para cima de vinte primos e tios. Em Agosto é costume organizarem-se estes convívios familiares e acabo sempre por sacar o pudim de natas de dentro do livro de receitas. É que este pudim significa sucesso garantido. Por isso, pelo menos uma vez por ano, cá se faz. Bem sei que este não é um blog de culinária, mas deixo aqui a receita porque ... sempre podem querer experimentar.




10 ovos, 1 lata de leite condensado, 1 pacote de natas, 7 folhas de gelatina incolor, 10 colheres de sopa de açúcar, caramelo q.b.

Batem-se as claras em castelo firme a que se junta a gelatina já derretida. Reserva-se. Batem-se, em seguida, as natas com 2 colheres de sopa mal cheias de açúcar. Às natas batidas junta-se o leite condensado. Adiciona-se este preparado às claras já misturadas com a gelatina.

Entretanto fez-se um doce de ovos com as gemas, 8 colheres de açúcar e cinco de água.

Forra-se o fundo da forma com caramelo e o doce de ovos bem espesso. Por fim deita-se-lhe o preparado de claras, natas e leite condensado. Vai ao congelador.

Convém ser preparado na véspera.

Para desenformar, mergulha-se a forma por uns instantes em água quente.

3 comentários:

Manuela disse...

Luisa, fez muito bem em colocar aqui a receita, pois o pudim tem óptimo aspecto :)

AC disse...

Há momentos em que gosto de me aproximar da cozinha, de manipular ingredientes e ver as coisas, paulatinamente, começarem a libertar odores...
Se sou bom cozinheiro não sei, mas há quem me peça para, por exemplo, fazer uma feijoada de chocos à minha maneira. Creio que são, sobretudo, pessoas sem gosto. :)
Vem isto a propósito da receita aqui deixada pela Luísa, e que eu já guardei. Um dia destes, com calma, já experimento, e vamos lá a ver se me saio a contento.
Obrigado, Luísa!

Beijo :)

Anónimo disse...

Vou experimenar sim.
Também experimentei aquela receita que partilhaste aqui, há uns tempos, e adorei.
Obrigada
Rog