terça-feira, 17 de agosto de 2010

Cores

Naquela tarde a conversa azedou. Aliás, nos últimos tempos era sempre assim. Instalava-se a discussão, crescia o desentendimento. Achou que já era demais. Não se dispunha a continuar assim. Decidiu que partiria naquele instante e que afogaria as suas mágoas nas cores do mundo. Assim fez. Mergulhou no azul-turquesa dos mares das Caraíbas, passeou pelas suas cálidas e pálidas areias. Refrescou o olhar no verde forte de uma pradaria americana. Maravilhou-se com as cores de fogo no Outono de uma floresta do Canadá. Vibrou com os vivos tons das plantações de tulipas holandesas. Admirou o cinzento monumental de Paris. Serpenteou pelos castanhos terra dos campos europeus e alegrou-se com o ouro de uma seara alentejana em tempo de ceifa. Chegou-lhe por fim o cansaço. Não havia mais espaço em branco por preencher e sentiu que estava na hora de terminar a sua longa viagem. Guardou um a um os seus lápis de cera e colocou o bloco de folhas de desenho na gaveta. Deitou-se e dormiu.
Publicado para Fábrica de Letras

8 comentários:

AC disse...

Texto muito bem conseguido, Luísa. Parabéns!

Beijo :)

El Matador disse...

É realmente uma boa forma de viajar.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Depois da belíssima viagem, só pode ter tido sonhos cor de rosa.
Gostei do texto e vou aceitar a sua proposta para os restantes livros da primária.

luisa disse...

AC,
Obrigada!

El Matador,
E económica...:)

Carlos Barbosa de Oliveira,
:-)

Anónimo disse...

Viajar.
Viajar nas cores.
Viajar nos sons.
Viajar nos cheiros.
Viajar nos sabores.
Viajar. Viajar. Viajar...
É tão bom viajar!
E regressar.
Regressar é igualmente bom, principalmente porque o faço já a pensar na próxima viagem. A sonhar... até que o sonho se torne realidade.
Rog

luisa disse...

Rog,
Claro... és uma viajante compulsiva...:)

ariel disse...

Estava convencida que tinha deixado aqui um comentário, quer dizer, deixar deixei, não sei para onde foi, deve ter-se perdido no meio da tanta cor bonita...
:)))

luisa disse...

ariel,
Só apanhei este...Às vezes os comentários do blogger são uns vadios. Desaparecem, reaparecem...:)