quinta-feira, 12 de abril de 2018

Preguiça


Sob a fina chuva da manhã, um grupo de mulheres, residentes estrangeiras, corre na berma da estrada. Todas envergam fatos fitness coloridos. Ultrapasso-as acelerando até aos 40km/h mas logo reduzo para deixar atravessar meia dúzia de patos que passeiam nas imediações da casa do dono, um vizinho da rua. Mais adiante, no cruzamento, segue um grupo de mulheres da terra na sua caminhada matinal. Vestem de escuro e abrigam-se com guarda-chuvas. Uma delas acena-me em cumprimento. Viro à esquerda para ir apanhar a N125, não sem peso na consciência por ter abandonado as minhas caminhadas noturnas e andar feita com a preguiça vai para meses.

4 comentários:

Gaja Maria disse...

QUando o tempo virar :-)

CCF disse...

Ah Luisa, preguiça há meses...também! Mas a Luísa já está a sair dela, eu ainda não.
~CC~

Os olhares da Gracinha! disse...

E eu faltado à piscina mas ando preguiçosa como o tempo!!!bj

Manuel Veiga disse...

não se pode ter tudo.
e a preguiça deveria ser um direito constitucional...