terça-feira, 17 de abril de 2018

Cor-de-rosa


Dedicada à Janita, que diz gostar de flores simples e que, vendo há dias um passeio meu a preto e branco, referiu só conseguir imaginar uma papoila em vermelho.

20 comentários:

Impontual disse...

Acabei de colher frésias nos atalhos da Teresa. Um dia espero levar daqui da esquina da Luisa umas lavandulas cabeçudas.

Graça Sampaio disse...

Oh!!! Nunca tinha visto! Também não imaginava uma papoila dessa cor!

Larissa Santos disse...

Nunca tinha visto esta cor :))

Hoje:- {Poetizando e Encantando} Se chegares, amar-me-ás eternamente.

Bjos
Votos de uma boa noite

Elvira Carvalho disse...

Selvagens nos campos não conhecia, mas em jardins já vi.
Abraço

Janita disse...

Sempre a aprender, Luísa!!
Uma papoila rosa-lilás é uma raridade que nunca antes me havia passado na frente dos olhos. Obrigada por teres pensado em mim! :)

Beijinhos, gratos!
( se me permites irei levar esta preciosidade)

Flor de Jasmim disse...

Costumo ter dessa cor, brancas, matizadas e rosa, vendem-se pacotes de sementes com uma variedade muito significativa, além de papoila traz outras flores.

Beijinho Luísa

Pedro Coimbra disse...

Uma flor para outra flor diria eu.

Manu disse...

Que linda papoila e um bonito gesto de amizade, a Janita merece.

Beijinhos Luísa

bea disse...

:). Bonita, mas não terá sido, digamos, "trabalhada"?

Cidália Ferreira disse...

Uma cor adorável!!

Beijinhos com carinho.

Meu Velho Baú disse...

Não conhecia de todo a papoila com essa cor...
Bem bonita

Ricardo Santos disse...

Muito Boa Foto !!!

Gaja Maria disse...

Nunca tinha visto, é linda

Laura Ferreira disse...

que linda!

Ailime disse...

Um fotografia magnífica!
Beijinhos,
Ailime

luisa disse...

Impontual,
Procurarei responder ao pedido… :)

Graça,
Mas há… e já não é a primeira vez que fotografo papoilas cor-de-rosa. Por exemplo na rubrica com a etiqueta “A vida é bela”, há uma com o número de ordem 63.

Larissa,
Pela minha zona, costumo encontrar.

Elvira
Esta, e outras iguais, nasceram na horta, perto dos coentros e da hortelã. E também as vejo na cidade, num terreno junto a uma obra de construção em curso.

Janita,
Não são assim tão raras. Por aqui encontro-as sempre. Esta é tua. Podes levar. :))

Adélia,
Isso de haver para semear ou plantar (sou uma nulidade em jardinagem) é que eu não imaginava. Achava que papoila era só flor silvestre.

Pedro,
E diz muito bem!

Manu,
Pois merece, sim senhora. Um beijinho também para ti Manu. :)

Bea,
Se por “trabalhada” quer dizer “pintada” com Photoshop, não. É mesmo a cor verdadeira desta papoila. Eu costumo editar as fotografias que publico, mas na maior parte dos casos – e este é um deles - só ao nível do contraste e da luminosidade. Não estou aqui para enganar ninguém… :))

Cidália,
Também me encanta.

Meu Velho Baú,
Não imaginava que tantas pessoas me dissessem nunca ter visto uma papoila desta cor… :)

Ricardo,
Obrigada!

GM,
Mas há… Talvez até já tenhas passado por alguma e não reparaste. :)

Laura,
Obrigada! Gosto imenso das flores do campo.

Ailime,
Obrigada!


AFRODITE disse...

Deslumbrante!!
Estás a ver como eu tenho razão quanto às flores fotografadas na sua cor natural e fotografadas a P&B?
:D
A cor é um êxtase...

Gostei muito!
Beijinhos na cor dos meus lábios
(^^)

Manuel Veiga disse...

a Natureza tem seus caprichos...

luisa disse...

Afrodite,
ok, ok, mas acredita que também há fotos de flores a preto e branco (não digo que sejam as minhas, que coitadas muito carecem de up-grade) que me deixam extasiada. :)

Manuel Veiga,
E alguns resultam muito bem. :)

Victor Barão disse...

Antes de aqui chegar, tive oportunidade e conferir esta dedicatória da Luísa, no próprio "O Cantinho da Janita"... cuja já mutua dedicatória entre a Luísa e a Janita é tão duplamente bonita, quanto tendo por base esta, para mim, originalmente bela papoila.

Parabéns

VB