segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Pecados


A moça que está envolvida no projeto que, hoje, trazia em visita ao escritório os parceiros do dito, encontrava-se naquele momento reunida com outra colega. Coisa interna, apenas.  Cabia-me a mim acompanhar a visita ao espaço que se pretendia para o evento de modo a permitir uma avaliação da sala, do equipamento disponível, das datas possíveis e de outros detalhes.

E a moça? pergunta-me a líder do grupo de visitantes, pessoa de cargo elevado e de assinalável gabarito no que a simplicidade diz respeito, capaz de acompanhar os restantes membros, soldados rasos para o caso em questão, numa mera visita de inspeção logística.

Fui então pedir-lhe uns instantes, que seriam até do seu interesse, pois que a moça, já o sei por correios eletrónicos antes trocados, não vai estar presente na próxima reunião do grupo de trabalho. Só que a moça, achou-se. Que agora não podia, disse, enquanto abanava o dedo reforçando a negativa. Voltei ao grupo das visitas e só me restou explicar à pessoa de cargo elevado, que uma importantíssima videoconferência em curso impedia a moça de se apresentar naquele momento.

A soberba da moça, a minha mentira e ódio com que lhe fiquei foram pecados a mais para uma só tarde de tempo quaresmal.

6 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

Mas será perdoada!=)

Os olhares da Gracinha! disse...

Mas será perdoada!=)

Rui disse...

:)) Quantas vezes os pecados resultam de uma "imperiosidade" !
É feio mentir, ainda mais odiar, mas,...lá terá que ser ! :))
Para os fieis é fácil ! ... nada que uma confissão ao padre não resolva ! :)

O Espírito Santo perdoa-te, Luisa ! :)

Cidália Ferreira disse...

Muito bem! Gostei de ler :))

Beijinhos

Larissa Santos disse...

Nossa!! Está perdoada.
:)

Hoje:- Serenata em telepatia
.
Bjos
Feliz Terça-Feira


Meu Velho Baú disse...

Marafada da moça :((