sábado, 21 de março de 2015

Poesia (3)

O ar                      passa

     A t r a v é s     d a s     p a l a v r a s


António Ramos Rosa (Declives, 1980)

5 comentários:

Teté disse...

Verdade! :)

B e i j o c a s

CÉU disse...

Olá, Luísa!

Estás bem? Não tens aparecido.

Ramos Rosa era muito inteligente e subtil.

Beijinhos e bom domingo!

Majo disse...

~
~ ~ É preciso que um poema seja areado e fresco...

~Uma maneira muito original de celebrar a Poesia!

~ ~ ~ Dias amenos, poéticos e amorosos. ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Majo disse...

~ Errata. ~ Arejado ~
~ A confusão que pode dar a falta de um '' j ''!!
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

© Piedade Araújo Sol disse...

eu gosto da poesia do António Ramos Rosa!

beijinho

:)