terça-feira, 24 de março de 2015

As flores

Apetece-me parar o carro na beira da estrada só para ver de perto as flores que crescem onde bem lhes apetece. Umas, solitárias no meio do verde. Outras em grupo, muito juntas, como quem tem segredos a partilhar. E há ainda aquelas que se espalham pela berma como quem forma barreira e marca território.

Apetece-me parar mas a hora de entrada no trabalho está de vigia, lá à frente. Espera por mim com ar de patroa, sobrancelha arqueada e mão na anca. Sem outro remédio, sigo viagem. O sol vai baixo. Brinca com a cor branca dos lírios, refulge no carmim das papoilas e ainda goza comigo forçando-me a baixar a pala do carro.

Um dia troco as voltas a isto e faço como as flores de beira de estrada. Fico onde bem me apetecer.


17 comentários:

  1. Luísa, hoje ( pelo menos por aqui) foi de facto um dia bom para ficar de olhos postos nas flores da beira da estrada a balançar nos seus caules compassadamente sob a batuta de um vento mandão.

    ResponderEliminar
  2. Eu gosto imenso da Primavera precisamente pelo desabrochar das flores campestres.
    A papoila é uma das minhas preferidas.
    :)

    ResponderEliminar
  3. ~

    ~ ~ ~ Grata pelo mimoso brinde.

    ~ ~ Lindo texto - poético e divertido.

    ~ ~ Sem faltar a admirável ilustração!

    Dias felizes, apesar da tal ''vigia, com ar de patroa''...
    ~~ ll; )) ~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  4. Até lá (ao dia em que ficará onde lhe apetecer), já plantou aqui um belo texto :)

    ResponderEliminar
  5. Que esse dia, de ficar onde apetecer, esteja perto.

    ResponderEliminar
  6. Percebo-te perfeitamente, mas certo é que hoje em dia ter um emprego também compensa... ;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. Agora aqui estou eu a dar voz à Papoila fotografada:
    Obrigada Luisa, pela foto que me tiraste, estou linda e viçosa.
    bjs :)))
    Papoila

    ResponderEliminar
  8. Primavera que segue de vento em popa!
    É a melhor estação para fazer o que bem 'apetecer'_colher flores!
    Linda a cor intensa da papoila.

    ResponderEliminar
  9. Luisa passo apenas para deixar o meu beijinho! A minha ausência é forçada.

    ResponderEliminar
  10. O poder com toda a beleza e colorido da Primavera.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  11. nunca consigo fotografar as papoilas, ou é o vento que as leva, ou então há algo que me transcende, tenho algumas mas nunca fico satisfeita!

    estas estão mesmo como eu gosto!

    parabéns.

    :)

    ResponderEliminar
  12. Tão bela quanto frágil esta flor !
    Fica tão triste quando é colhida que rapidamente morre, de tristeza !

    ResponderEliminar

  13. O que o Rui diz é bem verdade!
    Eu nasci no campo, no meio de papoilas e pampilos... eram as minhas bonecas e com aquilo que eu mais gostava de brincar. Pegava numa papoila, voltava as corolas para baixo expondo a "cabeça" da boneca e atava com linha (que roubava da caixa de costura da minha mãe) aquele "vestido vermelho" pela cintura da boneca. Com os pampilos fazia belos colares amarelos ao estilo das havaianas :))

    Tempos de meninice :D

    Beijinhos em tons carmim
    (^^)

    ResponderEliminar
  14. Os meus parabéns pela forma como escreve e nos presenteia com tão lindas fotos.
    Imagine se estivesse reformada...
    :)

    ResponderEliminar