quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Fotografias

De vez em quando perco-me entre velhas fotografias. Há pouco, peguei no álbum que guarda os anos 70 e 80 do século passado. Gosto de dizer século passado. Parece que estou num livro de história e que falo de acontecimentos remotos. Se calhar falo mesmo. Aquelas fotografias parecem ter uma eternidade. Estão lá os casamentos das primas e das amigas. Piqueniques. Festas de aniversário. Está a marina de Vilamoura quando ainda a usávamos como praia. Estão rapazes de bigode e garrafas de refrigerante Fruto Real. Está certo que os bigodes até estão de volta mas quando é que eu me ia lembrar de uma garrafa de Fruto Real?

13 comentários:

Rui Espírito Santo disse...

Hoje tenho pena de ter feito o que fiz há largos anos. à medida que cada um dos meus 3 filhos ia casando e saindo da casa, eu dava-lhes as fotos que entendia que lhes poderiam dizer muito !
Isso aliado ao facto de já mais recentemente ter perdido muitas centenas ou talvez milhares de outras que tinha no computador contribuiu para que tenha perdido esse grande espólio, muitas delas ainda do tempo dos meus pais ! :((

Beijo ! :))
.

Maria Eu disse...

E há lá coisa mais terna do que rever fotos antigas? Eu adoro fazê-lo!

Beijinhos Marianos, Luisa! :)

lis disse...

Tenho umas duas caixas cheias de fotos, fora aquelas que colocava em álbuns _ era hábito revelar as fotos e ir arquivando com datas nos álbuns,
Olhá-las é um prazer gostoso,rever as roupas os cabelos os passeios onde fazíamos as poses... rs
Hoje o celular ou a máquina digital é bem mais prático e o computador arquiva tudo.E mesmo assim por segurança deixo arquivado num HD seguro rs Lembranças são preicosidades importantes, eu penso.
abraços Luisa

lis disse...

leia-se _ preciosidades...

Pedro Coimbra disse...

Memórias que ficam retidas no papel, luisa

Arco Íris disse...

São memórias inesquecíveis.
Também gosto muito de ir aos velhos albuns.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa arde, Luísa! rever, recordar com sorrisos dos belos e doces momentos, é fantástico. não publicou as fotos que se refere, ou publicou?
Fez-me Lembrar do fruto real e do pirolito com o berlinde .
AG

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Às vezes as palavras
se escondem em nossas vidas.
Então,
saímos em busca de inspiração
nos lugares onde a amizade
se faz preciosa,
(lugares como este)
pois são os amigos
que guardam as melhores
palavras de nossa vida,
para nos devolver e inspirar
quando estivermos distantes
de nós mesmos...

Obrigado por sua generosa amizade...

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Estive a remexer imensas fotos antigas para digitalizar algumas, e sem dúvida que tudo parece tão estranho, como se houvesse duas vidas em nós... e por vezes apetece voltar...


bjo amigo

Tétisq disse...

Eu também gosto muito de me perder em fotografias velhas...

:)

papoila disse...

Também adoro ver fotos e procuro passar as digitais para papel porque para mim é muito melhor tê-las em papel do que vê-las no computador.
xx

AFRODITE disse...


Então o slogan da Kodak não é... «para mais tarde recordar»?...


Beijinhos e boas recordações
(^^)

Graça Sampaio disse...

Ui o que eu gostava de ver essas tuas fotografias do século passado!!!

Não conheci a marina de Vilamoura quando ainda era praia, mas lembro-me muito bem das garrafas de Fruto Real - era bem bom! Tinha muito pouco gás e eu gostava.

Good memories...