terça-feira, 3 de setembro de 2013

Feitiços

Não é a primeira vez que faço este percurso. Gosto das vistas de mar, das falésias e com frequência encontro por ali libelinhas. Por sinal, até me cruzei com uma ou duas, enormes, mas tão aceleradas que fugiram rapidamente do meu alcance. Do que eu não estava à espera era de me deparar com aquilo que julguei ser resultado de algum ato de bruxaria. Ali, a meus pés estendia-se um véu colorido e sobre ele repousavam frutas frescas, arroz cozido envolto num tule ou qualquer outra coisa que a isso se assemelhava, fitas e um maço de cigarros. Já fora do pano, uma moeda caída e um frasco de perfume. Estremeci e olhei em redor sem vislumbrar sinal de gente. Lá em baixo, no areal, os banhistas gozavam mais uma manhã de praia, ignorantes do ritual que havia seguramente poucas horas ali se tinha desenrolado. Levei comigo algumas imagens do mistério e prossegui o meu passeio. Chegada a casa resolvi contactar o amigo Google e estou agora tentada a pensar que aquilo que vi não foi bruxaria mas, provavelmente, uma oferenda umbanda a algum orixá. Será?


9 comentários:

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá,
por vezes também encontro coisas semelhantes, nunca me preocupei porque não acredito que exista poderes que consigam o encantamento ou o mal para outra pessoa, normalmente quem pratica bruxedos ou acredita neles, são pessoas fragilizadas que procuram uma solução por via errada, pensando elas que estão certas.

ag

Rosa dos Ventos disse...

Interessante!
Se era feitiçaria quebraste-a com a foto! :)
Mas devem ser ofertas a um deus ou deusa desses que vivem nas praias e no mar!

Abraço

Arco Iris disse...

Eu não acredito em bruxas ....mas que elas existem, existem.
Será esquecimento do piquenique ? também duvido.
:((

El Matador disse...

no ludo encontra-se muito disso.

Rui Pascoal disse...

Tentador... qual era a marca do tabaco?
:)

(e não fumo)

Teté disse...

É, tem todo o aspeto de ser daquelas oferendas que fazem a Iemanjá ou outos deuses ou figuras lendárias do género. Interessante, mas também não sei ao certo... :)

Beijocas!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Quando vi a foto, ainda antes de começar a ler o post, pensei logo nisso.
Palpita-me que seja mesmo oferenda e não bruxaria.
Os chineses também fazem esse ritual aos mortos.

Pedro Coimbra disse...

Confirmo o comentário do Carlos - muito semelhante às oferendas que os chineses fazem aos mortos.
Um ritual.

Catarina disse...

Alguém que estava a fazer um grande piquenique à beira mar, foi tomar uma banhoca e logo voltou para recompor energias. : )