terça-feira, 9 de abril de 2013

Todos os patinhos...


Ainda estou aqui a pensar nos cinco ou seis patinhos que corriam estrada fora esta tarde. Circulavam apressados no meio do trânsito infernal das seis da tarde, junto ao separador central da Nacional 125, no sítio do Patacão, à saída de Faro. Os carros formavam fila ao abrandar o andamento com receio de os atropelar. Eles lá iam em passo de corrida, não sei com que destino. Ainda estou aqui a pensar até onde terão conseguido chegar e de onde teriam vindo. Com que aflição não andaria a mãe pata sem saber das crias? Terão sobrevivido à aventura em que se lançaram esta tarde?


8 comentários:

Rui Pascoal disse...

Nada tenho contra os passos dos patos, só mesmo contra os Passos do Coelho.
Se os patitos tivessem ido pela Via do Infante talvez se safassem, i.e., sempre apanhavam menos trânsito.
:)

Briseis disse...

Muitas vezes se ouve sobre estes passeios perdidos dos patinhos, sempre em fila... oxalá não tenham encontrado algum condutor menos sensível...

Teté disse...

Uma aventura temerária, sem dúvida! Quase milagrosa, se sobreviverem todos... ;)

Beijocas!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Se calhar o governo também já colocou portagens no lago onde eles moravam e tiveram de se fazer à estrada.:-)

Pedro Coimbra disse...

Convido-a a ver o vídeo que deixei lá no blogue e o acompanhamento das mães às suas crias no reino animal.
Pássaros, no caso concreto.
Beijinhos

Arco Iris disse...

Andavam desorientados... e quem não anda ?

Rosa dos Ventos disse...

São patinhos...o que é que se pode fazer?! :-))
Também nós andamos por aqui desorientados...

Abraço

Rui da Bica disse...

É curioso ! :)) Eles costumam andar em fila indiana, mas sempre com a mãe pata à frente ! rsrs
.