quinta-feira, 28 de março de 2013

Guilaine


Ontem à noite encontrei-me com Guilaine. Ao fim de 35 anos, voltei a ver a minha amiga do tempo de adolescente. Reconheci-a logo embora se apresentasse com um penteado diferente. Mas também eu tenho um penteado diferente.

Naquele ano em que nos conhecemos, o meu primeiro ano de liceu, usávamos ambas o cabelo comprido com risco ao meio e sem franja. Por vezes prendíamos umas madeixas, na zona das têmporas, com uns ganchos de mola. Tenho uma fotografia de nós as duas, assim penteadas, sentadas na relva com livros abertos sobre os joelhos.

Era o nosso primeiro ano de liceu e o último que passei em França. Éramos colegas de carteira em quase todas as disciplinas e aprendíamos noções de latim e grego. Ainda hoje encontro velhos cadernos com rabiscos e mensagens codificadas que trocávamos nas aulas. Escrevíamos os nomes dos nossos amores com o alfabeto grego ou então com as alcunhas que lhes atribuíamos. Ela era apaixonada por um rapaz que usava quase sempre uma pequena gravata sobre a t-shirt de algodão. Chamávamos esse rapaz “Noeud-Coulant”. Era o nó de correr, o nó de gravata.

A Guilaine tinha uma bonita caligrafia. Eu admirava a regularidade do desenho das suas letras nos cadernos. Queria ser professora do ensino básico. Formou-se para essa profissão. Soube-o pela correspondência que ainda mantivemos durante alguns anos após o meu regresso a Portugal. Soube também que a dada altura mudou de cidade. Depois o tempo foi passando e o contacto perdeu-se. Esporadicamente lembrava-me dela, mas não tenho memória de ter pensado na Guilaine recentemente. No entanto, sem saber porquê, reencontrei-a na noite passada.

Naquele sonho eu reconheci a casa dela que nunca vi e toquei à campainha. Logo ela apareceu e fizemos uma festa. Para além da casa que nunca vi, do penteado que estava diferente, tive também a oportunidade de reconfirmar que a Guilaine era dona de uma caligrafia exemplar.

13 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Belo sonho que te trouxe a adolescência de volta!
Os alunos e alunas que tive e que vieram de França traziam caligrafias exemplares e uma organização no estudo que os e as punha em pouco tempo à frente nos resultados!
O último que recordo foi o Thomas que agora já deve estar a terminar a licenciatura.
Era o que tinha o caderno mais organizado da turma, o mais assíduo frequentador da biblioteca...um miúdo giro, moreno, de sorriso simpático e lindos olhos negros!
Com o teu sonho também me fizeste ter uma boa recordação!

Abraço

Arco Iris disse...

Um sonho bem bonito em que as recordações estavam bem presentes.
Um bom fim de semana e uma Santa Páscoa

Rosa Carioca disse...

Que lindo!
Feliz Páscoa!

Teté disse...

Há sonhos que realmente não conseguimos explicar: será que onde quer que ela esteja esta noite também sonhou contigo?!? Adorei este sonho, recheado de recordações de passado... :)

Beijocas!

Evanir disse...

Que, na Páscoa, nossa fé seja revigorada pela
certeza de que Cristo ressuscitou e está entre nós.
O sentimento de Páscoa não termina,
ele sinaliza um novo começo da primavera
e a vida marca nossa amizade.
Feliz Páscoa Deus abençoe
tremendamente sua vida.
Beijos na alma carinhos no coração.
Tem mimo na postagem caso gostar fica
a vontade para pegar..
Evanir..

LuisY disse...

A Luisa escreve muito bem. É sempre um prazer ler os seus textos.

Abraços

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também já me aconteceu sonhar com pessoas que não via há séculos e, mais tarde, vir a encontrá-las, por isso, talvez lhe venha a acontecer o mesmo...
Beijinho e votos de Páscoa Feliz

papoila disse...

Luisa, Estava a ler os comentários e o Carlos tirou-me a caneta das mãos :))) se calhar vão se encontrar um dia destes.
Páscoa Feliz

Briseis disse...

Estes sonhos existem por um motivo... por mais que não seja, o motivo de nos fazerem felizes e recordar o que faz de nós o que somos.

Rafeiro Perfumado disse...

Parece-me uma tarefa para o Facebook, voltares a encontrar essa amiga de infância. Beijoca!

Kim disse...

Às vezes - os sonhos transformam-se em realidade.
Na passada semana sonhei que tinha acertado cinco números e zero estrelas no Euromilhões e dois dias depois acertei quatro números e zero estrelas. Devia ter continuado a sonhar. Se calhar não acabei o sonho.
Foi um prémio pequeno de 100 Euros, mas fiquei a matutar no assunto.
Pode ser que atua amiga te apareça ao virar da esquina.
Beijinho

Rui Pascoal disse...

(Se lhe disser que há dois dias sonhei com o Passos Coelho, acredita? Verdade! Se ainda tivesse sido com uma coelhita da Playboy...)
:)


Vim deixar-lhe o meu abraço pascoal.

Ana disse...

pena ter sido só um sonho! pode ser que se encontrem brevemente:)
beijinhos