terça-feira, 17 de maio de 2011

Escreve-me um poema




Escreve-me um poema. Escreve-o no céu, no mar, na terra.


Escreve-me um poema sem te importares com a rima.


Mas escreve-o baixinho para que só eu


o possa ouvir.


Escreve-me um poema no ramo da árvore


e em cada folha que nele cresce.


Escreve-me um poema que seja diferente.


Pinta-lhe as palavras de uma cor só tua para que só eu


o possa dizer.


Escreve-me um poema mas troca-lhe os sentidos,


que sentidos certos já não são poema.

5 comentários:

Gi disse...

Gostei. Simples e bonito e com uma punch line muito boa.

luisa disse...

Obrigada Gi :)

Catarina disse...

Foste tu que escreveste... suponho.
Menina de talento, hein? : )

luisa disse...

Catarina,
... são destas aventuras em que uma pessoa às vezes se mete... :)

Anónimo disse...

Tantos talentos, Mulher!
Gostei muito.
Rog