sexta-feira, 22 de outubro de 2010

A vida secreta dos objectos - o alguidar amarelo

Tinha que me calhar a mim o destino de servir para demolhar o bacalhau.
Sou sempre eu.
Não há direito de uma pessoa ser conotada com uma função e daí em diante não lhe atribuírem nenhuma outra.
É que nem aos alguidares da minha geração que aqui chegaram comigo, nem àqueles jovenzinhos peneirentos que de vez em quando vão surgindo de novo cá em casa, lhes é alguma vez dado o bacalhau a demolhar.
Ah pois é! Vêm muito pimpões, cheios de soberba, mas não sabem é nada da vida. Conservam uma carninha temperada, apenas por algumas horas até à sua confecção. Enchem-se, por minutos de cascas de cenoura e batata, quando ela prepara a sopa. Mas logo, logo, são lavados e arrumados sem cheiros de monta. Já para não falar daqueles maiores a quem saiu a sorte grande e que só servem para carregar a roupa lavadinha e cheirosa até ao estendal.
Mas aguentar o cheiro do bacalhau por mais de 24 horas seguidas… isso sobra sempre e só para mim. E ainda por cima, enfiado dentro do frigorífico, sofrendo os rigores das baixas temperaturas, seja Verão ou Inverno.
Estou revoltado.
Para além do mais, quando chega o momento de me lavar ainda tem de ser com lixívia para disfarçar o fedor. É que até dói!!!


6 comentários:

AC disse...

Olha lá, amarelinho, porque não vês a questão de outra forma? Demolhar o bacalhau é só para os duros, os resistentes, os de barba rija...
Não é melhor assim?

Beijo :)

Manuela disse...

Luisa, adorei o teu texto e podes dizer ao alguidar que tem toda a minha solidariedade, pois também eu, não gostava de ser submetida a baixas temperaturas e lavada com lexívia :)
Beijinhos e bom fim-de-semana.

luisa disse...

Só tu AC, para me animar! Pensando bem, tens razão...mas também um alguidar não é de ferro e tem dias em que desespera. :)

Manuela,
Recado transmitido. Ele está mesmo a precisar de consolo e agradece. :)

João Ventura disse...

Alguidar sofre... :P

SofiAlgarvia disse...

Até para se ser alguidar é preciso ter sorte!
Óh, Amarelinho, não desesperes, ao fim e ao cabo estás no Algarve, o cantinho mais bonito de Portugal!!! Conheço muitos alguidares que nunca aí estiveram e outros que daí bem novos, envelheceram na capital e nunca daqui saíram! :)

luisa disse...

SofiAlgarvia,
É bem verdade que temos que valorizar as coisas boas da nossa vida. :)