sexta-feira, 2 de abril de 2010

Òcharias

Há tanto tempo que eu não ouvia a palavra òcharias... e hoje foi a minha tia B. que ma trouxe de volta.
Contava-me ela que tem andado com insónias. Já só consegue dormir se tomar um comprimido. E ontem à noite foi uma noite daquelas. Levou até às sete da manhã sem pregar olho. E quando finalmente conseguiu dormir um pouco foi só para sonhar e "ajuntar òcharias".
Lembrei-me que a minha mãe também usava muito este termo, querendo significar tralhas, coisas sem préstimo... A palavra é algarvia e terá significados distintos em distintas zonas desta região. Na verdade, depois de deixar a minha tia e com a palavra a bater-me na mente, fui a correr à estante em busca do meu "Dicionário do falar algarvio", compilado por Eduardo Brazão Gonçalves (1988), para ver se lá encontrava alguma òcharia. A referência que neste livro é feita à palavra indica um significado distinto daquele que eu lhe conhecia: vaidades. De acordo com esta fonte o termo terá sido observado pelo autor em Lagoa. Faz ainda referência a outro autor, Abel Viana, que nos seus "Subsídios para um vocabulário algarvio" (separata da Revista de Portugal, Lisboa, 1954) remete a origem do termo para ucharia = fartura; abundância.
E, sim... quando a minha mãe falava em òcharias... eram sempre muitas.

2 comentários:

Torquato da Luz disse...

Cara Luísa, o termo correcto é ucharia e está devidamente dicionarizado.
Também me lembro de, no nosso comum Algarve, ter ouvido a palavra pronunciada dessa forma, mas penso que se trata de simples corruptela.
Feliz Páscoa!

luisa disse...

Caro Torquato da Luz,
Pois é, está mesmo no dicionário. Mas no Houaiss refere-se a despensa, compartimento onde se guardam os mantimentos. Refere ainda a expressão "estar na ucharia", que significa estar sem dinheiro.
Um pouco diferente das òcharias das falas da minha tia. :)

Obrigada pela visita e Feliz Páscoa para si também.