terça-feira, 19 de novembro de 2019

Há metafísica bastante em não pensar em nada


(...)


Metafísica? Que metafísica têm aquelas árvores
A de serem verdes e copadas e de terem ramos
E a de dar fruto na sua hora, o que não nos faz pensar,
A nós, que não sabemos dar por elas.
Mas que melhor metafísica que a delas,
Que é a de não saber para que vivem
Nem saber que o não sabem?


(...)

Alberto Caeiro

9 comentários:


  1. As árvores têm mais sorte do que nós... pois não se preocupam com questões metafísicas.

    Beijinhos do mundo virtual para o teu mundo sensível
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Clara, por te teres lembrado do meu guardador de rebanhos favorito, e juntos terem inspirado a Luísa a fazer este belíssimo post.
      Obrigada às árvores, magníficos seres vivos, sem os quais nós não existiríamos.
      Hoje acordei muito cedo, com o barulho da chuva; é muito bom ouvir chover na Beira raiana, onde há rios sem uma gota de água.

      Beijinhos :)
      🐝

      Eliminar
  2. ...se não penso, não existo!
    As árvores, fazem como eu: mandam prás urtigas «essa tal» de metafísica...

    E nascem e crescem e envelhecem e morrem; como eu! :)

    ResponderEliminar
  3. Como dizia um famoso stand up comedian, o homem é o único ser que pode passar horas sem pensar em NADA.
    E só isso explica que passe horas a pescar.

    ResponderEliminar
  4. Nem sei que diga. Gostei de ler, tal como achei a imagem sublime:))

    Hoje : O Meu horizonte adormecido.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira.

    ResponderEliminar
  5. O complicado que é ser tão simples quanto Alberto Caeiro:). Bem que eu gosto deste guardador de rebanhos sem gado.

    ResponderEliminar
  6. O heterónimo mais complexo na sua aparente simplicidade de guardador de rebanhos!

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Gosto da imagem. E que dizer de Alberto Caeiro? De todos os heterónimos de Pessoa, ele é o que mais me encanta.
    Abraço e bom domingo

    ResponderEliminar
  8. Este blogue tem estado a imitar as árvores não pensando em nada. Nem pensando, nem blogando. :)

    Abraço a todos vós!

    ResponderEliminar