quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Um caminho

Havia um caminho estreito, pouco mais que uma vereda. Ainda lá está, mas a falta de uso e o tempo favoreceram as moitas. É delas, agora, o caminho. E das aves que lá se escondem. Num ou noutro ponto, consigo cruzá-lo. Pulo sobre os valados já meio desfeitos, tento esquivar-me aos espinhos que também ali reinam e atravesso de um para outro terreno. Era o caminho das professoras. Foi também o meu nos poucos e longínquos meses em que frequentei a escola da aldeia. Recordo dias de tempestade em que o percorria abrigada num impermeável azul turquesa. Não há forma de usá-lo hoje em dia. Fechou-se o caminho e os passos que o cruzaram são memória ténue. Totalmente irrecuperáveis. 

16 comentários:

bea disse...

Ficou o que aprendeu na escola e de uso diário. Bem mais importante que um inútil caminho antigo.

Mena Almeida disse...

Também eu lembro bem esses caminhos e que saudades :(
Beijinho

Manel Mau-Tempo disse...

as moitas e o pássaros também precisam de caminhos :)

Pedro Coimbra disse...

Tantos caminhos que vi fecharem!
Prefiro pensar nos que vi abrir.

✿ chica disse...

Lembranças de caminhos que já se fecharam... Feliz 2018 e tudo de bom a cada dia dele! bjs, chica

Larissa Santos disse...

Bom dia. lindo. Até os caminhos não são o que eram-

Hoje:-"Chuva, onde desejo tréguas."
Bjos
Continuação de festas felizes

Janita disse...

Provavelmente a escola já lá não está, senão o caminho não se teria cerrado de mato.

"Quem andou não tem para andar" :)

É a vez do passaritos por lá saltitarem. É deixá-los viver, e tu, recordar...:)

Beijinhos.

CCF disse...

Só recuperável na nossa memória, essa magnífica caixinha de guardar coisas.
Um abraço e um bom 2018!
~CC~

Cidália Ferreira disse...

Gostei muito!

Feliz Ano de 2018
Beijos-Bom fim de semana

Gil António disse...

Passando, vendo, lendo, gostando muito, anunciando:
.
Tema: *Geladas gotas na dor da separação*
.
E desejando:
.
Que o Ano Novo de 2018, entre na sua vida através da porta do coração, trazendo: Saúde, Fraternidade, Paz, Amor, Felicidade, gosto pela Partilha.
FELIZ ANO NOVO

GL disse...

Caminhos que continuam a ser nossos, ainda que só em recordação. Esses ficam. Estes? Muitos deles nada nos dizem!

Bom Ano Novo. Que ele seja um novo caminho para muitos, aqueles sem terra nem estrada.

Ricardo Santos disse...

Um caminho sem espinhos e fácil de passar e circular no novo Ano que se avizinha para Ti e para os Teus, Luísa !!!

Mar Arável disse...

Quase tudo se conquista
Bom ano

Manuel Veiga disse...

nas veredas que se apagam ficam sempre os sinais (ir)reconhecíveis!

Votos de Bom Ano

Elvira Carvalho disse...

Quando não há quem os percorra os caminhos se fundem na vegetação.
Um abraço e um Feliz Ano Novo.

luisa disse...

Bea,
Sempre ficam fiapos de memórias. Desejo-lhe um novo ano com tudo de bom.

Mena Almeida,
Por vezes são saudades do que fomos. Feliz Ano Novo!

Manel Mau-Tempo,
Precisam e assenhoram-se deles. Será que já “inverna” o suficiente para voltares às lides? Um Bom Ano 2018!

Pedro Coimbra,
É a melhor forma de encarar a vida. Feliz Ano Novo!

Chica,
As memórias são, por vezes, boas companhias. Feliz Ano Novo também!

Larissa,
Obrigada. Votos de um 2018 com tudo o que mais desejar.

Janita,
Não está mesmo. A escola mudou de lugar e é bem maior. Um beijinho que te leve os meus desejos de Feliz Ano Novo.

CC,
Pena tenho eu que esta magnífica caixinha já vá ficando perra. Tem vezes que me falha e muito. Desejo-lhe um Feliz 2018.

Cidália,
Obrigada e um Bom Ano Novo para si também.

Gil António,
Obrigada e aqui estou retribuindo os seus desejos. Que 2018 lhe traga o que mais desejar.

GL,
Obrigada! Bom regresso à blogosfera e um ano 2018 repleto de coisas boas.

Ricardo,
Mesmo com espinhos, desde que os consigamos contornar… Obrigada. Feliz Ano Novo!

Mar Arável,
Que o ano novo nos traga então força de conquistadores. Feliz 2018!

Manuel Veiga,
Que saibamos ler os sinais. Um Feliz Ano Novo para si também.

Elvira,
São caminhos que ficam esquecidos. Que não nos esqueçamos de viver com alegria. Um Feliz Ano Novo para si também.