sábado, 9 de dezembro de 2017

Les passantes

4 comentários:

Janita disse...

Com uma dicção clara e límpida, Georges Brassens, diz-nos mais
da passagem dos 'passeantes' do que canta. Formidável.:)
Gostei muito.

Beijinhos e bom passeio de Domingo, Luísa. :)

bea disse...

É como Georges Brassens canta, gente que fica no caminho e de quem nunca saberemos senão esse cruzamento breve do que poderia ter sido e não foi. Mas a verdade é que nem tudo pode ser e que escolher um caminho implica, quase sempre, rejeitar outros. E depois ainda há aquela obtusa mania da felicidade quando, talvez, não pensar nela seja o mais feliz.
Bom Domingo. E não esqueça o guarda chuva se saia a passeio.

Gil António disse...

Bom dia. Gostando do video e de visitar este cantinho
.
Tema de hoje
Margens de sedução de branca espuma
.
Deixando um abraço humilde e poético.
Domingo feliz
.

Manuel Veiga disse...

muito bem! boa escolha...