sábado, 7 de novembro de 2015

O grilo

É noite e vou à rua colocar o lixo no contentor. Ouço um grilo. Está escondido nas ervas que cresceram em volta de uma planta de vaso que se encontra ali no quintal. Tem uma rouquidão inusitada no chamamento. Ainda assim dá o seu concerto noturno. Criiiii. Criiiii. Vou e volto enquanto ele continua, incansável. Criiiii. Criiiii.  É um concerto de uma nota só.

13 comentários:

✿ chica disse...

Lindo e bucólico texto! bjs, tudo de bom,chica

Catarina disse...

Eu tb dou concertos de um nota... por vezes, duas.

Manel Mau-Tempo disse...

grilos em novembro... por aqui já estão todos mudos! :) gostei

AFRODITE disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AFRODITE disse...


Pois... é que apesar do calorão deste verão de São Martinho, grilos em Novembro... só mesmo no Algarve!!

Sortuda!!!!

Beijinhos estridulantes
(^^)

Zilani Célia disse...

OI LUISA!
SÓ A SENSIBILIDADE, LEVA ALGUÉM A OBSERVAR UM PEQUENO GRILO EM SEU CHAMAMENTO NOTURNO.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Maria Eu disse...

O pobre está rouco porque apanhou chuva, coitado!

Beijinhos, Luísa. :)

Teté disse...

Se calhar ainda não o avisaram que já estamos no outono... :)

Beijocas

A.João disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A.João disse...

Devem ser os ultimos dias de criiiii criiii, pois está na altura de entrarem em diapausa :)

Portugalredecouvertes disse...


Também há uns tempos atrás tinha um extremamente cantador nos vasos da varanda! depois calou-se, ou ficou rouco ou encontrou namorada!

papoila disse...

Há muito tempo que não ouço nenhum.
Bjs

redonda disse...

Talvez seja mais do que um e façam turnos...