quinta-feira, 6 de maio de 2010

Noite menina

Gosto daquela hora em que a noite é menina e, caminhando para poente, vejo o céu vestir-se em dégradé. Distingo ainda ao longe uma réstia de luz, mas quando ela se apaga atrás do horizonte, dou meia volta e mergulho, então sim, na escuridão.

Sem comentários: