domingo, 23 de maio de 2010

Mademoiselle Lucia Botelho


Tenho guardada na minha caixinha de postais de estimação esta menina de cantarinha debaixo do braço. Foi por certo uma aquisição feita nalgum passeio à feira da ladra quando estudava em Lisboa.

Não resisto à tentação da bisbilhotice e por isso vou aqui contar que foi a Alda, que se assina "a tua muito amiga" que o enviou à "Mademoiselle Lucia Botelho" que morava na Rua do Salitre. Combinava que iria no dia seguinte visitá-la e pedia-lhe que lá tivesse os livros.


Eu sei... sou mesmo cusca.

Sem comentários: