terça-feira, 14 de julho de 2015

Calor

Às oito e meia da manhã chego a Faro. Viro à direita, de seguida viro à esquerda, sigo em frente até ao cruzamento onde o sinal de stop me faz parar e aguardar a passagem de um carro. Está calor. Na minha frente, passa o condutor que tem prioridade. É um homem, mais gordo que magro. Com a mão direita segura o volante. Com a mão esquerda abana um leque para refrescar o rosto.

Está calor, mas eu não alucinei. Eu vi. 

9 comentários:

Maria Eu disse...

E fez ele muito bem!? Os orientais não se eximem ao uso do leque. Alguns são até mestres no seu manuseio.

Beijos, Luísa. :)

papoila disse...

Quando o calor aperta...uma aragem é sempre uma benção!
bjs

Majo disse...

~~~
~ Nem só o abanico no grelhador...

Também devem ter direito ao leque!

~~~ ll: ))
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

redonda disse...

É muito bom ter ar condicionado no carro...

Benó disse...

Faro é uma cidade muito quente que o leque, muitas vezes, não chega para refrescar. Prefiro o fresco do Cabo de S.Vicente.

Miss Smile disse...

O uso do leque numa mão enquanto se conduz dará o mesmo direito a multa como o uso de telemóvel ao volante?

Arco Íris e Meu Velho Baú disse...

Vá lá não usou a outra para o telemóvel.....
:(

lis disse...

Que o verão seja de sol amigo e dias lindos!
E o motorista que tome cuidado com o leque ... rs
abraços Luisa

Teté disse...

Acredito em ti. Uma vez vi uma fulana a pentear-se ao espelho retrovisor enquanto conduzia, o que fez com que embatesse num outro carro... Há cidadãos que são um perigo ao volante! :)

Beijocas