segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Sarjeta


Vi uma pequena flor, murcha e pisada. Estava entalada na grelha da sarjeta. Decapitada. Estava ali por um fio. Um fio de sol que a secasse sem volta, pois que chuva não ia cair. 

13 comentários:

Graça Sampaio disse...

Que sensibilidade!! Muito bonito, Luísa.

redonda disse...

Pobre pequena flor...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Bonito!

Catarina disse...

Uma flor decapitada... Ha palavras que nos fazem recordar de outras situacoes.

Es muito observadora.

Bonita foto.

Pedro Coimbra disse...

Uma flor, uma pequena flor.
Conhece a música??

Arco-Iris disse...

Sensibilidade de uma verdadeira fotógrafa.
Adorei
:)

Ricardo Santos disse...

Muito bom !!!

Portugalredecouvertes disse...


Boa noite!
apetecia colocar um pedacinho de fita adesiva!

Fê blue bird disse...

Um olhar atento e sensível parabéns!

beijinho

Majo disse...

~
~ Admirável registo duma artista com um sentir de rara delicadeza. ~

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, a linda flor não conseguiu viver o seu tempo plantada na terra, como tudo e todos, existe quem seja mais feliz que os outros.
AG

jorge esteves disse...

(...)E que o mundo além das grades / venha as esquecer as saudades (...), lembrei-me deste excerto de um poema do mestre Pedro Homem de Melo.
À desdtada flor serviu de tumba a estrada 124, colector 250...
(forte, bela fotografia!...)
abraço.

jorge

Rui Pascoal disse...

Sensibilidade... fotográfica também.
:)