quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Carta aberta ao meu blogue


Querido blogue,

Não me leves a mal mas, nos próximos tempos, não vou poder comparecer aos nossos encontros com a assiduidade que eu gostaria. Como já percebeste, esta semana ainda não tinha parado aqui e hoje passo de fugida para te deixar estas parcas linhas e desculpar-me pelas ausências que, provavelmente até ao final do ano, serão mais acentuadas.

Há momentos na vida em que não conseguimos dar conta de tudo e confesso que estou a ficar meio enleada com algumas tarefas que se impuseram e que não me deixam sossegar.

Peço-te o favor de explicares esta minha situação a quem por aqui passa, sem dia nem hora mas sem falhar ao encontro. Diz-lhes que, em tempo, não deixarei de lhes retribuir a atenção mas que, por ora, me perdoem o silêncio.

Tentarei que esse silêncio não seja total e para isso tenciono assegurar os “serviços mínimos”, o que é dizer que deixarei atualizado o compromisso 12 meses e que espero, pelo menos, não faltar aos passeios de domingo.

Até lá, despeço-me na esperança da tua compreensão e confiante na tua amizade.

15 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Às vezes tenho períodos assim, portanto, mim está perdoada, mas não deixarei de passar por aqui aos domingos para tentar dar uma passeata.
Bom trabalho

Teté disse...

Acontece a todos de vez em quando, Luisa! Fica bem e continuação de bom trabalho! :)

Beijocas!

Briseis disse...

Claro que ele perdoa... melhor do que ninguém ele sabe o gosto que tens nele e que só por motivos fortes o deixas para segundo plano! E nós, que cá vamos passando, agradecemos o aviso... =)

redonda disse...

:) Parece que o blog compreendeu e até está a partilhar a carta :)

redonda disse...

E eu vou ficar a aguardar os serviços mínimos :)

Catarina disse...

O recado está dado.
Bom “o que quer que seja” e um abraço
: )

Pedro Coimbra disse...

O "blogue" entende e aceita.
Quando puder, o "blogue" está à espera.
Bjs e bfds!!

Naná disse...

Ide mas voltai quando te aprouver, diz o blog e quem por aqui passa!

Rosa dos Ventos disse...

A falta de assiduidade está mais do que perdoada uma vez que a menina está a contribuir para a produtividade do país! :-))
Agora eu que, a maior parte das vezes, é por pura preguiça é que não tenho desculpa!
Cá fico à espera!

Abraço

Rui da Bica disse...

O blog compreende e nós também, cara amiga ! :))

Bjs
.

Teté disse...

Espero que esteja tudo bem por aí, com as notícias sobre um ciclone por essas bandas!

Beijocas!

Rosa Carioca disse...

É claro que é totalmente compreensível (como sei!).
Até sempre!

hesseherre disse...

"Leve, leve, muito leve, Um vento muito leve passa, E vai-se, sempre muito leve. E eu não sei o que penso. Nem procuro sabê-lo." Alberto Caeiro

Mas eu procuro, Luisa linda, est´pas esgotada, algo te aflige? Fala pra gente, que te queremos muito.
Beijokas

Dulce Morais disse...

O blogue ficará à espera, e os leitores também, que o tempo permita o regresso da autora.
Aguardaremos com impaciência os passeios de domingo.
Até breve.

luisa disse...

Muito obrigada pelo vosso interesse :)
Passo hoje de fugida para deixar o tal passeio.